CuritibaPolícia

Ministério Público do Paraná emite nota sobre julgamento cancelado

A sessão julgava acusado de mandar matar fiscal de postos de combustíveis

 Ministério Público do Paraná emite nota sobre julgamento cancelado

Foto: reprodução/TV Band

 Ministério Público do Paraná (MP-PR), emitiu uma nota sobre o julgamento cancelado que julgava o empresário Onildo Chaves de Cordova II, acusado de mandar matar um fiscal de postos de combustíveis, em 2017. De acordo com a nota do MP-PR, o pedido foi fundamentado no fato de um dos advogados ter sido contratado por uma testemunha e que não poderia atuar na defesa do réu indicado como mandante.

VEJA MAIS

Segundo o advogado, Cláudio Dalledone, medidas serão tomadas sobre o caso.

A nota do MP-PR diz ainda que a decisão do magistrado que presidia a sessão, não representou, cerceamento da defesa. De acordo com a denúncia do Ministério Público do Paraná (MP-PR), Onildo encomendou a execução de Fabrizzio Machado, por vingança a uma operação de combate a fraudes em postos de Curitiba, da qual o acusado foi alvo.

Onildo Chaves de Cordova, foi preso ontem, terça-feira (30), e não há previsão de quando será a nova data do julgamento.

Reportagem: Lucas Marconsoni

Avatar

angelo.sfair

Homem é preso acusado de produzir e compartilhar pornografia infantil

Homem é preso acusado de produzir e compartilhar pornografia infantil

A polícia foi acionada pelo WhatsApp, que percebeu a atitude suspeita do usuário

Delegada é investigada por trabalhar de forma remota no exterior

Delegada é investigada por trabalhar de forma remota no exterior

A servidora assinava documentos e exercia demais atribuições morando fora do país

Catedral de Paranaguá faz campanha para pedir fotos antigas

Catedral de Paranaguá faz campanha para pedir fotos antigas

Campanha faz parte do Projeto Marco Zero que é um plano arquitetônico de restauro