MP move ação contra farmácia em Londrina

O Ministério Público do Paraná propôs nesta semana uma ação contra uma farmácia de Londrina. O proprietário e a farmacêutica são acusados de se apropriar indevidamente de quase 200 mil reais do governo, através do Programa Farmácia Popular. Eles simulavam vendas de medicamentos, utilizando dados de clientes que desconheciam a fraude. Depois disso, encaminhavam a papelada falsificada ao Ministério da Saúde e eram ressarcidos pelas vendas que nunca existiram. O procurador da república, Luiz Antônio Ximenes, conta que várias dessas vendas foram registradas após o horário de funcionamento da farmácia, fato que se tornou mais um indício do crime.Caso sejam condenados, os dois acusados deverão devolver aos cofres públicos o valor desviado. Eles também serão julgados pelo crime de estelionato e podem até ser presos. 

Band News Curitiba - 96,3 FM

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

Adolescentes foram retirados do mar conscientes e passam bem

Saldo da balança comercial paranaense fica negativa em fevereiro

Saldo da balança comercial paranaense fica negativa em fevereiro

Apesar do crescimento de 37% nas vendas para o exterior, em comparação com fevereiro de

Covid-19: Curitiba confirma mais 471 novos casos e quatro mortes

Covid-19: Curitiba confirma mais 471 novos casos e quatro mortes

Curitiba registrou mais 471 novos casos e quatro mortes pela Covid-19, nesta quinta-feira (10). Um