Pacientes do Centro de Atenção Psicossocial do Boqueirão criam horta comunitária

(Foto: divulgação/Prefeitura de Curitiba)

Alecrim, camomila, erva-doce e hortelã. Estas são algumas das plantas que pacientes do Centro de Atenção Psicossocial a pessoas com Transtorno Mental, o Caps, do bairro Boqueirão começaram a cultivar. O plantio começou no sábado (01), na horta comunitária do Jardim Pantanal batizada de Horta Pantanal.

O projeto é simples, mas tem valor terapêutico já que o contato com a terra favorece os mais diferentes tratamentos. A ideia de levar as pessoas atendidas no Caps até a horta surgiu da observação de que muitos deles têm o interesse natural em atividades manuais e no cuidado com as plantas. Alguns até já cuidam do jardim da sede do Centro.

Os pacientes vão visitar a horta todas as sextas-feiras. Ela será inaugurada oficialmente no final de setembro, pela Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento e deve abrir espaço para agricultores. Com cerca de 5.500 mil m², a Horta Pantanal está sendo criada em formato de folha e instalada ao longo da linha férrea. Inicialmente, deve receber cerca de 50 famílias de agricultores urbanos, com capacidade de atender até 100 famílias.

Reportagem: Juliana Goss

(Foto: divulgação/Prefeitura de Curitiba)

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*