ParanáGeral

Por dia, 15 mulheres e meninas sofrem estupro no Paraná

Dado é do Fórum Brasileiro de Segurança Pública referente ao primeiro semestre de 2022

 Por dia, 15 mulheres e meninas sofrem estupro no Paraná

Foto: reprodução/Pixabay

O Fórum Brasileiro de Segurança Pública lançou ontem um levantamento inédito com dados comparativos sobre feminicídio e violência sexual no primeiro semestre dos últimos 4 anos. Os registros mostram que, a cada dia, 15 mulheres e meninas sofreram estupro no Paraná.

Veja mais:

Em número totais, foram 2.699 casos nos seis primeiros meses do ano. Foram registrados ainda 30 casos de feminicídio. No comparativo com 2019, os índices tiveram uma melhora. Houve redução de 33,3% no número de casos de feminicídio, foram 45 no primeiro semestre daquele ano e diminuição de 4,4% nos casos de estupro e estupro de vulneráveis, nos seis primeiros meses de 2019 foram 2.824.

A delegada Vanessa Alice, da Delegacia da Mulher de Curitiba, avalia este cenário na capital.

Apesar dos dados paranaenses indicarem uma queda, no Brasil a violência aumentou. Em relação ao primeiro semestre de 2019, os casos de feminicídio aumentaram 10,8% no mesmo período deste ano, O estudo reforça que é necessária e urgente a priorização de políticas públicas de prevenção e enfrentamento à violência de gênero.

De acordo com a delegada, é importante que as mulheres em situação de violência doméstica procurem ajuda para evitar desfechos irreversíveis.

A denúncia pode ser feita em qualquer órgão público, e pelos telefones 180, no disque denúncia, 181 e no geral da polícia, 190. As mulheres podem buscar ajuda também na Casa da Mulher Brasileira, onde fica a delegacia da Mulher em Curitiba. Avenida Parana, 870, no Cabral. Se você não é a vítima mas percebeu indícios de que uma mulher ou menina está passando por violência, também pode fazer a denúncia de forma anônima.

Estamos, neste momento, no período da campanha mundial chamada de “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher” – começa em 25 de novembro (Dia Internacional da Não Violência contra as Mulheres) e termina em 10 de dezembro, data da proclamação da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

No Brasil, a data tem início em 20 de novembro, Dia Nacional da Consciência Negra, em referência a vulnerabilidade ainda maior das mulheres negras e, por isso, a campanha é chamada de “21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”.

Reportagem: Amanda Yargas.

felipe.costa

BR-277: Tempo médio de viagem até Paranaguá fica em 1h14min

BR-277: Tempo médio de viagem até Paranaguá fica em 1h14min

Permanece o desvio operacional no quilômetro 42, em Morretes

BR-277: 7 quilômetros de fila em Morretes, no sentido Curitiba

BR-277: 7 quilômetros de fila em Morretes, no sentido Curitiba

Na Serra do Mar, permanece o desvio operacional, após o deslizamento de terra

Nota Paraná devolve R$ 23 milhões em créditos

Nota Paraná devolve R$ 23 milhões em créditos

Os contribuintes concorrem a prêmios de R$ 10 a R$ 1 milhão