Prefeitura de Presidente Castello Branco suspende a coleta de lixo

A prefeitura de Presidente Castello Branco, no norte do Paraná, está com o serviço de coleta de lixo interrompido até que a Lei Orçamentária Anual (LOA) seja reavaliada pela Câmara de Vereadores. A administração municipal informou que o projeto foi reprovado pelos parlamentares no fim do ano passado por falta de documentos.

A prefeita, Gisele Potila Faccin (DEM), explica que até que o orçamento seja revisto, o município não pode usar dinheiro público sob o risco de autuação por responsabilidade fiscal. De acordo com a prefeita, outros serviços essenciais, como os da área da saúde, continuam sendo executados normalmente.

Nesta semana, a administração municipal emitiu um comunicado aos cerca de 5 mil moradores informando sobre a suspensão e pedindo que os moradores evitem acumular lixo em frente ás residências.

A prefeita disse que já protocolou um pedido na Câmara de Vereadores, que está em recesso, para a realização de sessões extraordinárias para uma reanálise da Lei Orçamentária Anual

A prefeita do município, Gisele Potila Faccin, não acredita que a reprovação da LOA tenha sido por questões políticas. Ela afirma que faltou bom senso por parte dos vereadores, uma vez que os documentos faltantes foram entregues antes do prazo de votação.

A previsão de arrecadação da prefeitura de Presidente Castello Branco para 2019 é de pouco mais de 24 milhões de reais.

Reportagem: Thaissa Martiniuk