Servidores técnico-administrativos da Universidade Federal do Paraná paralisam nesta quarta-feira

O objetivo, segundo os técnicos, é alertar o governo federal sobre as negociações salariais deste ano. A diretora do Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Terceiro Grau de Curitiba, Judite Gomes, conta que os servidores já estão em estado de greve desde a semana passada, e que se os pedidos não forem atendidos uma assembleia será convocada.

Nos dias 9 e 10 de maio, uma nova paralisação vai acontecer. No dia 17 de maio representantes vão a Brasília tentar negociar. Nos dias 18 e 19 de maio, a categoria vai avaliar a situação em plenária nacional. Além de um reajuste salarial, os servidores da educação querem melhorias no Plano de Carreira e são contra os projetos de lei que privatizam a saúde, educação e previdência pública. No ano passado, a greve dos técnicos-administrativos da Federal se arrastou por três meses.  O prazo limite para uma resposta é 30 de maio. Na semana passada os professores das Instituições FederaIs de Ensino Superior também votaram por um indicativo de greve para 15 de maio.

 

Band News Curitiba - 96,3 FM

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

Adolescentes foram retirados do mar conscientes e passam bem

Saldo da balança comercial paranaense fica negativa em fevereiro

Saldo da balança comercial paranaense fica negativa em fevereiro

Apesar do crescimento de 37% nas vendas para o exterior, em comparação com fevereiro de

Covid-19: Curitiba confirma mais 471 novos casos e quatro mortes

Covid-19: Curitiba confirma mais 471 novos casos e quatro mortes

Curitiba registrou mais 471 novos casos e quatro mortes pela Covid-19, nesta quinta-feira (10). Um