Shoppings e comércio deverão ficar proibidos de abrir por 14 dias em parte do Paraná

Shoppings, comércio em geral e atividades não essenciais deverão ficar proibidas de funcionar por 14 dias no Paraná, em parte da região Oeste e na Grande Curitiba.

A restrição deve compor as novas medidas de combate à Covid-19 que deverão ser divulgadas pelo Governo do Estado ainda hoje (30). A informação foi apurada pela reportagem da BandNews FM. Parte das medidas já foram definidas e devem ser apresentadas hoje (30) pela manhã em reunião com membros do Ministério Público do Paraná (MP-PR), Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) e de deputados da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

Ainda conforme o apurado, durante à tarde deverá ocorrer outra reunião e um decreto será divulgado no final do dia oficializando todas as medidas. Apesar das restrições ao comércio e atividades não essenciais, o Governo não categorizará as ações como um lockdown.

Ontem (30), o Ministério Público do Paraná entrou com uma ação, na Justiça, em que pedia que o Governo do Estado decretasse lockdown nas regiões Leste e Oeste e suspendesse os decretos estaduais que geraram o aumento de circulação de pessoas nas ruas, entre outras medidas.

No documento, o MP revela preocupação com o número de infectados pelo coronavírus e com a capacidade do sistema de saúde. Na ação civil pública, o MP pede uma liminar para que, enquanto durar o estado de emergência em saúde pública, o Governo do Paraná fique impedido de implantar atos que possam promover ou incentivar a liberação de atividades e serviços não essenciais “sem a apresentação prévia e pública de justificativas” com “evidências técnico-científicas”. O juiz substituto da 4ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, Eduardo Lourenço Bana, deu três dias de prazo para o Governo do Paraná se manifestar sobre a petição protocolada, nesta segunda-feira (29), pelo Ministério Público.

Em nota, o Estado confirmou que vai apresentar o posicionamento no prazo estabelecido pelo Poder Judiciário. Após a repercussão da possibilidade de um fechamento total do comércio no estado, o Governo do Paraná se posicionou mais uma vez ontem (30) e afirmou que as medidas do novo decreto que deverá ser publicado hoje (30) “não se trata de impor um lockdown em todo o Paraná”.

Reportagem: Leonardo Gomes/Cleverson Bravo/Angelo Sfair/Fernanda Scholze