CuritibaGeral

Suspeitos reagem a abordagem e são mortos em operação policial

Dupla foi executada quando teria atirado contra policiais, nesta quarta-feira de manhã, diz PM

 Suspeitos reagem a abordagem e são mortos em operação policial

Dois homens, de 30 e 32 anos, que seriam fornecedores de drogas de Camila Marodin, conhecida como ‘trafigata’, morreram em confronto com a Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam) na manhã desta quarta-feira (19), no Bairro Alto, em Curitiba.

Veja mais:

O caso aconteceu dentro de um condomínio na Rua Napoleão Bonaparte. De acordo com a PM, com os suspeitos foram encontradas duas pistolas, que teriam sido utilizadas no confronto. Nenhum policial ficou ferido.

É o que detalha o tenente Klassen, da Rotam.

As mortes aconteceram durante a operação Babilônia, para cumprir 13 mandados de busca e apreensão, contra envolvidos no tráfico de drogas. A ação foi realizada em Curitiba, Colombo, Fazenda Rio Grande, São José dos Pinhais, Campo Largo, Araucária, Piraquara, Quitandinha e Cascavel. O objetivo de desmantelar uma organização criminosa envolvida com o tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

Um dos mortos na operação de hoje (quarta, 19) seria o responsável por fornecer drogas para a quadrilha da mulher, presa no ano passado. Nesta quarta-feira foram apreendidos quase R$ 15 mil em espécie.

Foto: divulgação/PM

Parte das cédulas estava manchada com tinta, o que pode indicar que o dinheiro pode ter sido levado de caixas eletrônicos. Também foram apreendidas duas armas de fogo e vários celulares.

As investigações foram iniciadas em novembro de 2021, a partir de outra operação da PMPR que terminou com a prisão de Camila Marodin, a ‘trafigata’, que seria uma das líderes da organização criminosa.

Reportagem: redação.

felipe.costa

Morador de Curitiba é mais novo milionário do Nota Paraná

Morador de Curitiba é mais novo milionário do Nota Paraná

O último sorteio do ano ocorreu hoje (quinta-feira, 8), com transmissão ao vivo