Governo do Paraná anuncia que Rodovia dos Minérios terá reforma com recursos do Banco do Brasil

(Foto: Divulgação)

A Rodovia dos Minérios vai receber obras de duplicação com recursos do Banco do Brasil. O anunciou foi feito ontem (13), pelo governador Beto Richa, no Palácio Iguaçu.

Ao todo, o estado vai receber R$ 220 milhões para ampliar as estradas PR-092, que é a Rodovia dos Minérios, na Região Metropolitana de Curitiba; a PRC-466, em Guarapuava, e na PR-691, conhecida como Estrada Beira Rio, entre Porto Rico e São Pedro do Paraná, no Noroeste. O maior montante, no entanto, é para a Rodovia dos Minérios, que vai custar cerca de R$ 150 milhões para a receber as obras.

O secretário de Estado da Fazenda, Mauro Ricardo Costa disse que o contrato com o Banco do Brasil tem validade de 120 meses e foi possível devido ao ajuste fiscal feito pelo governo em 2015.

O secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, disse que a assinatura deste contrato com o Banco do Brasil simboliza a principal etapa do processo das obras, mas o Governo ainda não revelou quando elas vão começar e ficar concluídas.

Na primeira fase da duplicação da Rodovia dos Minérios, estão previstos a duplicação entre o Rio Barigui, no Contorno Norte de Curitiba, até o perímetro urbano de Almirante Tamandaré. O trecho terá passarelas para pedestres, retornos em desnível e pontes readequadas.

O desejo de duplicação da rodovia é um pedido antigo de moradores da região, empresários e também dos motoristas que passam diariamente pela via. Há três anos atrás, o Governo havia assinado um protocolo de intensões com a empresa Votorantim para realizar a duplicação da rodovia. O documento previa a intensão de cooperação entre as partes, mas não firmava nenhum compromisso determinado.

A Votorantim iria executar a duplicação e posteriormente abater os valores investidos no imposto de Imposto Sobre Circulação de Mercadorias, Bens e Serviço, o ICMS, em aproximadamente R$ 180 milhões. A obra iria duplicar a rodovia em vários pontos da Região Metropolitana até o pátio da empresa, que fica na Rodovia nos Minérios, no bairro Taboão. No entanto, a empresa desistiu do negócio e o governo teve de buscar alternativas para viabilizar o projeto.

Comments

  1. Não será mais um capítulo desta novela 🤔🤔🤔🤔

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*