Londrina é obrigada a fornecer fraldas geriátricas a deficientes

O município de Londrina vai ter que fornecer fraldas geriátricas a três pessoas que possuem deficiência. A decisão é da 2ª vaga da fazenda pública, que atendeu a ação do Ministério Público. São dois jovens e um adolescente que, no entender da promotoria, devem receber o atendimento da prefeitura. A secretaria de saúde é quem fica responsável por fornecer às fraudas geriátricas. As famílias dos deficientes não possuem recursos suficientes para bancar o uso rotineiro das fraudas. Não é a primeira vez que os familiares pedem os materiais para a prefeitura de Londrina. Antes, a resposta havia sido negativa, já que o material não está na lista básica da Farmácia popular do Ministério da Saúde.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*