Mais de trezentas denúncias de preço abusivo de combustível são recebidas pelo Procon

(Foto: colaboração/Whatsapp)

320 reclamações de preço abusivo de combustível já foram feitas no site do Procon desde o começo da greve dos caminhoneiros, há nove dias. As denúncias são feitas por consumidores e também por fiscais que visitam os postos em todo o Paraná. A ferramenta foi criada para receber exclusivamente denúncias relacionadas aos valores de combustíveis durante a greve dos caminhoneiros.

De acordo com o órgão, é considerada prática abusiva quando os estabelecimentos aumentam o preço do produto de forma injustificada e se aproveitam de uma determinada situação. Por isso é preciso uma vistoria minuciosa para saber quanto o dono do estabelecimento pagou pelo produto e se o preço aplicado ao consumidor é realmente abusivo ou não.

Segundo a diretora do Procon Cláudia Silvano, no site tem um link disponível para fazer a reclamação.

As denúncias também podem ser feitar pelo telefone 0800-411512 ou até mesmo diretamente na sede do Procon.

(Foto: Ana Flavia/BandNews Curitiba)

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*