Número de mortes no trânsito cai 43% nos últimos cinco anos no Paraná

O número de mortes no trânsito no Paraná caiu 43 por cento em cinco anos. O número de atropelamentos diminuiu 27 por cento. O mês de maio é marcado pelas ações relativas ao Maio Amarelo, que tem a proposta de chamar a atenção para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.

Nesse ano, mais de 100 cidades do Paraná participam das ações. Um dos principais focos da campanha é a conscientização com relação as pessoas que bebem e depois dirigem. Segundo a coordenadora de programas educativos para o trânsito do Detran, Jussara Ribeiro, mais de 400 universitários são abordados por dia durante as ações do maio amarelo no Estado.

Para o ex-diretor do Detran, Marcos Traad, as reduções no número de acidentes aconteceram, principalmente, por causa das campanhas de educação no trânsito e por causa das fiscalizações.

Ele estava na direção do órgão quando a campanha do Maio Amarelo começou. Traad percebe que aos poucos as pessoas estão tomando conscientização com relação as atitudes no trânsito.

Atualmente 27 países participam do maio amarelo. São 1425 empresas apoiando e 423 cidades que tem ações relativas ao movimento.  Segundo dados da ONU, se nenhuma ação for feita de conscientização com relação ao trânsito, em 2020 mais de um milhão e novecentas mil pessoas devem morrer no trânsito no mundo.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*