ParanáServiços

4 mil atendimentos são feitos pelo serviço aeromédico do Paraná

Número em 2023 é recorde do serviço desde a implantação, há 16 anos

 4 mil atendimentos são feitos pelo serviço aeromédico do Paraná

Foto: SESA-PR

Mais de 4 mil atendimentos foram feitos pelo serviço aeromédico do Paraná em 2023. O número é 16% maior que o registrado no ano anterior e marca um recorde do serviço desde a sua implantação, há 16 anos. Entre as atividades desempenhadas estão atendimentos a vítimas de acidentes, casos de emergência clínica, como infarto e AVC, de recém-nascidos que precisam de UTIs, além de transporte de órgãos para transplante.

Um dos paranaenses atendidos foi Pedro Paulo Franzoni, mecânico que mora em Sertaneja. Ele sofreu um ataque cardíaco e foi transferido para o Hospital Universitário de Londrina, a cerca de 80 km, por uma das aeronaves do serviço.

A importância do serviço também é reconhecida pela Lucilene Caetano Gomes. Em novembro do ano passado, a sogra dela teve ferimentos graves após ser atacada por um animal e precisou de agilidade no recebimento de sangue.

Veja mais:

O serviço é operado pelo Sistema Estadual de Regulação de Urgência e conta com seis helicópteros e um avião, estrategicamente distribuídos em cinco bases para garantir cobertura de 100% do estado. Eles ficam em Curitiba, Cascavel, Londrina, Maringá e Ponta Grossa e são responsáveis por uma área de atendimento de 250 quilômetros do ponto de origem, com voos de até duas horas para que os trajetos de ida e volta possam ser feitos sem necessidade de reabastecimento. O secretário de estado de Saúde, Beto Preto, ressalta que o serviço é feito a partir da iniciativa de diferentes frentes, como Samu e Corpo de Bombeiros.

Todos os serviços aeromédicos do Paraná são financiados com recursos da Sesa. Por ano, o contrato das aeronaves prevê um investimento de até R$ 85,5 milhões.

Reportagem: Bárbara Hammes

Avatar

Izabella Machado

Homem invade casa e atira 16 vezes contra moradores

Homem invade casa e atira 16 vezes contra moradores

O caso aconteceu em Antonina no litoral do Paraná

Tenente-coronel bombeiro é investigado por assédio sexual contra subordinada

Tenente-coronel bombeiro é investigado por assédio sexual contra subordinada

De acordo com a denúncia do MP-PR, o caso aconteceu em Maringá, noroeste do Paraná

Mais de 300 toneladas de lixo são retiradas das praias

Mais de 300 toneladas de lixo são retiradas das praias

Limpeza foi feita em 48 quilômetros da orla de três balneários

Suspeito de furtar Banco Central de Fortaleza é preso

Suspeito de furtar Banco Central de Fortaleza é preso

Homem utilizava outra identidade e foi localizado em Londrina, no norte do Paraná