NacionalGeral

5 filmes dirigidos por Christopher Nolan disponíveis na Hbo Max

O diretor de mais de 10 filmes comemora seu 52º aniversário neste sábado(30)

 5 filmes dirigidos por Christopher Nolan disponíveis na Hbo Max

Foto: Divulgação Hbo Max

Christopher Nolan nasceu na Inglaterra no dia 30 de julho de 1970. Nolan é um diretor, roteirista e produtor de cinema que já assinou mais de 10 filmes, arrecadando mais de 4,2 bilhões de dólares em bilheteria. Além disso, os filmes do diretor somam mais de 25 indicações ao Oscar em diversas categorias. Por conta do grande retorno que o produtor garante, diversos estúdios permitem ao diretor uma grande liberdade e liberam enormes orçamentos para a produção dos filmes. Atualmente o diretor é um dos mais bem sucedidos de Hollywood sofrendo uma forte influência do, também inglês, Alfred Hitchcock, o que pode ser evidenciado em um de seus primeiros longas “The Following” lançado em 1998.


Apesar de beber da mesma água que Hitchcock e em alguns pontos relembrar Stanley Kubrick, Christopher Nolan é um diretor único que traz filmes com características próprias sempre bem marcadas. Uma das principais observações em seus filmes é a participação ativa dos espectadores visto que suas tramas são sempre muito detalhadas e tornam importante a atenção do público. Parte disso é necessário já que o diretor gosta muito de brincar com o conceito de tempo, que vem como temática do filme ou como alguma condição na hora da montagem, o que pode ser visto no filme Amnésia e Interstellar.
Outro fator interessante do diretor são seus protagonistas que na maioria das vezes trazem um homem instável e obcecado com alguma coisa. Por conta desses personagens complexos, o diretor também se destaca por conseguir tirar grandes atuações de seus elencos, que sempre são compostos por nomes de peso no cinema como Leonardo DiCaprio, Hugh Jackman, Christian Bale, Matthew MCconaughey e claro Michael Cane, que já participou de 7 filmes do diretor.


Outra parceria de anos do diretor é com o compositor alemão Hans Zimmer, que complementa as obras de Nolan com trilhas sonoras únicas que acompanham as narrativas e ainda ajudam na imersão completa dos filmes. Nolan, ainda, é lembrado por usar muitos efeitos práticos e o mínimo de CGI possível, o que garante ao longa um maior realismo. E mesmo com essas características todas Nolan não se mantém preso em apenas um gênero cinematográfico sempre trazendo novas e diferentes narrativas.
Mas o que torna o diretor tão único é sua capacidade de agradar tanto os cinéfilos quanto os não cinéfilos com filmes que trazem não só uma originalidade fascinante mas também elementos de blockbusters. Alguns o criticam por trazer em diversos filmes muitas explicações para os conceitos explorados em suas obras, porém com essa escolha o diretor permite que mais pessoas possam aproveitar seus filmes, além de conseguir tornar seus filmes complexos e divertidos sem deixá-los confusos.


Em comemoração ao aniversário do diretor confira 3 indicações de filmes:

Confira o resumo da matéria:

Batman: Cavaleiro das Trevas: Disponível na Hbo Max

Foto: Divulgação Hbo Max


A sequência de Batman Begins acompanha o justiceiro após o primeiro filme mantendo a ordem em Gotham com a ajuda de Jim Gordon (Gary Oldman) e Harvey Dent (Aaron Eckhart). Porém com a chegada de um novo criminoso conhecido como Coringa (Heath Leadger) o caos volta a se instaurar nas ruas da cidade. Batman passa por um confronto muito pessoal sendo testado psicologicamente e fisicamente para deter o vilão e impedir que mais vidas sejam perdidas.
Christopher Nolan entrega um dos melhores filmes de super-herói já feitos, com muita dramaticidade, personagens complexos e grandes atuações. O filme tem um ritmo acelerado com muita ação que em nenhum momento fica massante e cansativo.
A fotografia do filme também impressiona se usando bastante da escuridão e de tipos criativos de iluminação, principalmente nos diálogos entre Gordon e Batman. Ela cria um ambiente frio e assustador que reflete perfeitamente o universo do personagem.
O roteiro, também escrito pelo diretor, mostra não só as responsabilidades do herói como as de Bruce Wayne. O roteiro foca muito no lado cruel presente em todos os humanos, o que é visto pelo próprio vilão. E mesmo se tratando de um filme de super-herói ainda toca em temas muito reais como a corrupção das autoridades.
E o trabalho técnico com uma trilha sonora que ajuda a aumentar a tensão nas cenas e os efeitos sonoros que captam todo ruído do filme como o barulho da capa do Batman. E os efeitos especiais e maquiagens que transforma os atores em vilões impressionantes
E claro as grandes atuações tendo Michael Caine, Morgan Freeman e Gary Oldman na obra, e Christian Bale como Batman. Bale é um dos atores que mais se dedicam nos papéis, emagrecendo e engordando rapidamente e realmente encarnando na pele de todos seus personagens.
Porém a glória do filme é Heath Ledger. O ator interpreta o vilão mais memorável da DC com perfeição. A atuação de Ledger é caótica e imprevisível, até porque o ator improvisa em diversas cenas. O personagem que Heath Ledger deu vida é apenas fascinante e temível e se atentou aos pequenos detalhes do personagem como sua forma de andar, a risada ou o tique que o vilão tem ao falar. E não é atoa que ele recebeu um Oscar por sua brilhante performance que se tornou o primeiro ator de um filme de super herói a vencer uma estatueta dourada pela atuação, porém infelizmente o ator faleceu antes de receber o prêmio.
Batman cavaleiro das trevas fica na história como um dos melhores filmes de super herói já feitos e um dos mais marcantes longas da história do cinema com uma nota de 9,1/10 no IMDB.

Interstellar: Disponível na Hbo Max

Foto: Divulgação Hbo Max


Num futuro não determinado, as reservas naturais da Terra estão se esgotando, e o que resta é constantemente atacado por pestes e tempestades de poeira. Assim, um grupo de astronautas recebe a missão de verificar possíveis planetas para receberem a população mundial. Cooper (Matthew McConaughey), um engenheiro espacial que trabalha cultivando milho é chamado para ser o líder dessa expedição, mas ao aceitar a missão pode ser que ele nunca mais veja os filhos.
Juntando ficção científica e drama, o filme entrega uma montagem impecável e consegue manter a tensão e emocionar com facilidade sem cansar o telespectador nas suas quase 3 horas de duração. Além disso, o filme conecta e cativa o espectador através das emoções, principalmente o amor entre Cooper e sua família.


O roteiro é muito bem escrito sendo mais uma participação de Christopher Nolan e seu irmão Jonathan. Para trazer mais realismo para o longa, os irmãos fizeram pesquisas em física quântica, astronomia, gravidade para conseguir entregar um filme com bastante fidelidade. Além disso, o longa ainda traz esse contexto “apocalíptico” de forma realista, explicando que esse cenário é resultado da ação humana. Tanto nos momentos dramáticos quanto no ponto de vista de ação o filme conta com momentos marcantes e emocionantes, abordando temas que transcendem a ciência e a ficção científica como o amor, o desespero, a solidão e a própria humanidade.


A ambientação da obra é impecável transportando o público para as bases espaciais super tecnológicas e para o vazio e solidão do espaço. E claro, parte disso é gerado pela escolha de Nolan de preferir usar efeitos práticos do que CGI, gravando o máximo que puderam em locações reais. Ainda sim, os efeitos especiais são outro destaque, não é atoa que o filme levou o prêmio de melhores efeitos visuais no Oscar. A produção ainda conta com a trilha sonora de Hans Hammer, parceiro de anos de Nolan, que compôs uma trilha arrepiante que complementa o longa.


Além disso, assim como a grande maioria dos filmes dirigidos por Christopher Nolan, o elenco traz grandes nomes do cinema como Michael Caine, Anne Hathaway, John Lithgow, Jessica Chastain e Timotheé Chalamet. E com esse elenco, claro, o filme é recheado de incríveis performances.
A atuação de Matthew McConaughey é arrepiante Para quem o conhecia o ator por comédias românticas, em Interstellar ele se sobressai com uma performance forte e impactante conseguindo expressar todos os sentimentos de seu personagem só por sua expressão. O ator também tem uma química ótima com Anne Hathaway, que vive a Dra. Brand, como sempre com uma performance impecável, e com a atriz mirim Mackenzie Foy que interpreta a Murphy, a filha de Cooper. Outro destaque do longa é Jessica Chastain vivendo Murphy no futuro, trazendo ainda as características da personagem jovem como sua teimosia e inteligência.


Grandioso, impactante e memorável Interstellar é um dos melhores filmes já feitos, trazendo uma história cheia de detalhes movida pelo sentimento que todos os seres humanos se identificam: O amor.


O Grande truque: Disponível na Hbo Max

Foto: Divulgação Hbo Max


O longa se passa em Londres no final do século XIX e acompanha o julgamento do mágico Alfred Borden (Christian Bale) que é considerado culpado pela morte de seu “amigo”, também mágico, Robert Angier (Hugh Jackman). Dias antes da sua condenação, Borden recebe o diário de Angier que leva o público para o início da história explicando como os homens, que costumavam trabalhar juntos, acabaram se tornando rivais, sempre perseguindo um ao outro, depois de um acidente.

O longa foi co-escrito por Christopher Nolan e seu irmão Jonathan, que já trabalharam juntos em outros projetos. Acima de tudo, o filme trata sobre obsessão, já que ambos os mágicos nunca conseguem seguir em frente com suas vidas, sempre tentando ferrar um com o outro.

Característico do diretor o longa acompanha 3 linhas narrativas diferentes: Uma acompanhando o presente com o julgamento de Border, a linha que acompanha a história narrada por Argier em seu diário lido por Alfred, e uma no passado no começo da carreira dos dois homens. Apesar de complexo, o roteiro do longa é muito bem escrito e extremamente envolvente, que prende a atenção dos espectadores do começo até o final. Além disso, o roteiro ainda se aproveita de diálogos para passar informações trazendo não só uma contextualização dos acontecimentos mas também características dos próprios personagens, dessa forma, nada é dito em vão.

Ainda sobre o roteiro a narrativa conta com diversas reviravoltas o que deixa o filme ainda mais dinâmico. Apesar de ter plot twists aos montes, o final do filme ainda sim consegue surpreender e arrepiar.

Parte disso é garantido pela impecável ambientação do longa, que transporta o público para uma Londres escura e suja que carrega um clima pesado. A fotografia do longa aposta em cores sem vida e frias que apenas amplificam essa sensação. A sensação de vivacidade em si é vista durante as apresentações dos mágicos, feitas sempre para grandes públicos e, em sua maioria, em grandes teatros com muitos detalhes. Além disso, o filme toma cuidado em trazer uma reprodução fiel do século XIX, trazendo principalmente os bastidores dos shows de mágica e ainda mostrando como a maioria dos truques executados são realizados.

E claro o diretor ainda consegue tirar grandes atuações. Assim como todos seus filmes o longa de Nolan conta com a presença de atores de muito peso, e nesse filme não é diferente contando com ótimas performances de Christian Bale, Michael Caine, Hugh Jackman, Scarlett Johansson, Rebecca Hall e até do cantor David Bowie.

Mas claro, o grande destaque do filme são os protagonistas interpretados por Bale e Jackman. Christian Bale traz um personagem ambicioso e misterioso, com uma personalidade que muitas vezes varia entre dois extremos, sendo às vezes apaixonante e mais introvertido e em outras muito arrogante e cheio de raiva. Seu personagem faz um ótimo contraste com o personagem de Jackman já que este é muito expansivo e explosivo, o que em momento é uma qualidade em outros um defeito. Hugh Jackman traz uma performance impactante de um homem que é lentamente consumido pela obsessão, mas que ainda sim consegue cativar a simpatia do público graças a sua motivação inicial. E, essa consumação, fica ainda mais claro nas cenas do passado que acompanham ele no início de sua carreira. No longa Jackman mais uma vez se mostra um ator completo e versátil com um personagem muito complexo e muito bem desenvolvido.

“Você está prestando atenção?” A frase exposta no pôster do longa expressa justamente tudo que ele é. O Grande Truque, assim como as apresentações de mágica, traz incontáveis reviravoltas e truques, com diversas pistas ao longo do filme que dão dicas sobre seu final. Complexo, interessante, envolvente e inovador, Christopher Nolan traz mais um filme maravilhoso e inesquecível com um roteiro muito inteligente recheado de ótimas atuações.

Por Carolina Genez com supervisão de Angela Luvisotto

carolina.genez

Enem: cadernos de provas estão prontos

Enem: cadernos de provas estão prontos

Mídias digitais já estão prontas para serem enviadas para a gráfica na próxima semana

Mega-Sena deste sábado sorteia prêmio de R$ 3 milhões

Mega-Sena deste sábado sorteia prêmio de R$ 3 milhões

O sorteio será às 20h no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário do Tietê.

Cadernos de prova do Enem já estão prontos

Cadernos de prova do Enem já estão prontos

Arquivos devem ser enviados para gráficas na próxima semana