Câmara envia recomendação à Prefeitura para redução de valor das diárias de servidores em viagem

A Câmara Municipal enviou à Prefeitura de Curitiba uma recomendação para que o valor das diárias para alimentação e transporte de servidores em viagem seja reduzido em 40%. A sugestão é do vereador Professor Euler (PSD), que falou sobre o assunto em Plenário.

Ele justificou a sugestão apontando alguns gastos do prefeito Rafael Greca (DEM) em viagens para São Paulo e Gramado. O chefe do Executivo chegou a gastar R$ 1.300 em um mesmo dia (R$ 600 para o almoço e R$ 700 para o jantar). O prefeito, por meio de nota, explicou que as notas somam os gastos dele e de assessores que o acompanhavam.

Considerando o valor exagerado, o vereador sugere a redução da diária de R$ 500 para R$ 300:

Professor Euler apresentou em Plenário as notas disponíveis no Portal da Transparência. Para o vereador, alguns gastos que não são considerados “razoáveis” por ele:

Euler ainda aponta que Greca e os assessores gastaram os R$ 1.300 em um único dia, em um intervalo de poucas horas. O parlamentar aponta que o valor não corresponde à realidade brasileira:

A prefeitura diz que a prestação de contas e as notas fiscais foram descontextualizadas. A administração reforça, em nota, que os gastos se referem à soma das despesas do prefeito e demais servidores que também têm direito a diárias.

O valor das diárias, estabelecido em 2013, permite que prefeito e servidores do primeiro escalão gastem R$ 500 por dia quando estão em viagens oficiais em Brasília; R$ 400 quando estão em outras capitais; e R$ 225 em cidades do interior.

Apesar do nome “diária”, uma brecha no texto da resolução permite que o pagamento antecipado considere a somatória de todos os dias da viagem. Ou seja, os valores não usados em um dia ficam acumulados, segundo a prefeitura, “de forma dar flexibilidade às exigências de cada viagem”.

Reportagem: Angelo Sfair