PolíticaGeral

Corregedoria pede por punição para Maria Letícia

Vereadora é ré na Justiça por embriaguez ao volante e desacato

 Corregedoria pede por punição para Maria Letícia

Foto: Rodrigo Fonseca/ CMC

A mesa diretora da Câmara de Curitiba tem até segunda-feira (22) da semana que vem para decidir se encaminha ou não o caso da vereadora Maria Letícia (PV) para o Conselho de Ética. A parlamentar é ré na Justiça por embriaguez ao volante e desacato. Nesta segunda-feira (15) pela manhã o corregedor do Legislativo, Ezequias Barros (PMB), divulgou a conclusão do parecer entregue a presidência da Casa. No entendimento do vereador houve infração ético-disciplinar por parte de Maria Letícia e o caso precisa ser analisado com maior critério pelo Conselho de Ética.

Conforme o parecer do relator, Maria Letícia pode ser punida com a suspensão de prerrogativas parlamentares como discursar na Tribuna e outras limitações de falas durante sessões plenárias, além da censura pública. Agora depende do presidente da Câmara, Marcelo Fachinello (Pode), fazer uma última avaliação antes de qualquer instalação de procedimento contra a vereadora. A mesa diretora pode inclusive arquivar todo o caso ou de fato seguir o indicado pela corregedoria. O procurador jurídico da Câmara, Ricardo Tadao, explica que os prazos a serem adotados vão depender das potenciais punições levadas em consideração.

Em novembro de 2023, Maria Letícia foi presa em flagrante depois de bater o carro que dirigia em um automóvel estacionado, no Centro de Curitiba. Horas antes ela esteve em um show e a suspeita é que ela tenha dirigido sob o efeito de bebidas alcoólicas. Ao ser abordada por policiais militares ela teria se recusado a fazer o teste do bafômetro, tentado fugir do local e desacatado os agentes que atenderam a ocorrência.

Veja mais:

Após passar por uma audiência de custódia, ela foi solta e responde até então o processo em liberdade. Por mais de uma vez a vereadora alegou que trata uma grave doença há anos e que estava sob o efeito de fortes medicamentos no dia do acidente.

Reportagem: Leonardo Gomes

Avatar

Izabella Machado

Ato pró-Bolsonaro reúne milhares de pessoas, diz Segurança

Ato pró-Bolsonaro reúne milhares de pessoas, diz Segurança

Não houve incidentes, segundo o Governo de São Paulo

Curitiba não deve receber ato em apoio a Jair Bolsonaro

Curitiba não deve receber ato em apoio a Jair Bolsonaro

Ex-presidente pediu que a manifestação seja concentrada apenas na Avenida Paulista, em São Paulo

Alegações contra presidente da Invest Paraná estão esclarecidas, diz Governo

Alegações contra presidente da Invest Paraná estão esclarecidas, diz Governo

Oposição aponta que José Eduardo Bekin foi condenado por crimes como falsidade ideológica e sonegação

Moro deve ser julgado em abril, define TRE-PR

Moro deve ser julgado em abril, define TRE-PR

Senador é acusado de abuso de poder econômico e pode ter mandato cassado