CuritibaGeral

“Curitiba não é só europeia”, ressalta diretora de escola campeã

Enredo da Acadêmicos da Realeza homenageou Zumbi dos Palmares

 “Curitiba não é só europeia”, ressalta diretora de escola campeã

Foto: Divulgação/Hully Paiva/SMCS

A Acadêmicos da Realeza é a campeã do Carnaval 2024 de Curitiba. A escola somou 179,3 pontos dos 180 possíveis e conquistou o título depois de 11 anos.

O resultado saiu na segunda-feira (12) após uma apuração marcada por um pequeno desentendimento.

Na avenida, a escola levou o enredo Ecos de Zumbi. Segundo a diretora de marketing da escola, Bárbara Murden, o objetivo foi mostrar que Curitiba não é apenas europeia.

O destaque do desfile foram os carros alegóricos. A Acadêmicos da Realeza exaltou a história de Zumbi dos Palmares como líder e inspiração, além de celebrar a cultura, a liberdade e o protagonismo do povo preto.

Em segundo lugar ficou a Mocidade Azul, que venceu o Carnaval de Curitiba no ano passado. A escola narrou a história do Carnaval da cidade, as escolas e a evolução, desde o início do século 20 até os dias de hoje.

Já a Imperatriz da Liberdade foi rebaixada.

No grupo de acesso, a grande campeã foi a Leões da Mocidade, que levou à Marechal Deodoro uma homenagem aos 100 anos do célebre instrumentista de cavaquinho Waldir Azevedo.

O presidente Wilson Paulino frisou a emoção pelo título.

A escola se junta à elite do Carnaval curitibano no ano que vem.

Avatar

angelo.sfair

Nove são presos em operação contra tráfico de animais silvestres

Nove são presos em operação contra tráfico de animais silvestres

Ação da Polícia Civil ocorre nesta segunda-feira no Paraná e em Santa Catarina

Mudas vão ser entregues gratuitamente nas Ruas da Cidadania

Mudas vão ser entregues gratuitamente nas Ruas da Cidadania

Distribuição começa na quarta-feira (28), pelo Boqueirão e Pinheirinho. Vão ser oferecidas mil mudas

Viaduto ganha vigas de 43,5 metros e 110 toneladas

Viaduto ganha vigas de 43,5 metros e 110 toneladas

Avenida Victor Ferreira do Amaral está totalmente interditada, embaixo do viaduto da Linha Verde