Política

Depoimentos das testemunhas da 38ª fase da Operação Lava Jato começam a ser ouvidos nesta semana

 Depoimentos das testemunhas da 38ª fase da Operação Lava Jato começam a ser ouvidos nesta semana
Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado
Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

O juiz Federal Sérgio Moro começa a ouvir esta semana as primeiras testemunhas de acusação em ação penal relacionada a 38ª fase da operação Lava Jato. Os depoimentos serão tomados a partir da próxima quinta-feira (25), com a oitiva dos delatores Eduardo Costa Vaz Musa, e Júlio Camargo e do auditor da Petrobras, Robson Cecílio. Já na sexta (26) participam das audiências o lobista Fernando Baiano, um dos operadores de propinas do PMDB e o ex-diretor da área internacional da Petrobras, Nestor Cerveró. Os dois também fecharam acordos de colaboração com força-tarefa da Lava Jato. A 38ª fase, chamada de operação Blackout, foi deflagrada em fevereiro deste ano e tem como principais alvos Jorge e Bruno Luz que teriam atuado como operadores do PMDB no esquema de desvio de recursos envolvendo a Petrobras. Os dois permanecem presos no Complexo Médico Penal, em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. Segundo o Ministério Público Federal, os lobistas movimentaram mais de 40 milhões de dólares em propinas a peemedebistas e agentes públicos em cinco contratos da estatal no Brasil e no exterior.

Entre os beneficiários dos valores estava o deputado cassado Eduardo Cunha. Dois parlamentares eram os responsáveis por receber a propina e distribuir entre outros políticos do PMDB, incluindo senadores da legenda. A denúncia apura irregularidades em contratos da Petrobras para contratação de navios-sonda entre 2006 e 2007. Por esses acordos fraudulentos, o ex-diretor da área internacional, Nestor Cerveró, e os lobistas Fernando Baiano e Júlio Camargo já haviam sido condenados, também pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Seis milhões de dólares de um dos contratos foram destinados a agentes políticos. De acordo com a denúncia, Jorge e Bruno Luz seriam os responsáveis por intermediar esses valores. A denúncia ainda trata do contrato fechado entre a Petrobras e o Grupo Schahin para operação de outro navio-sonda, em 2009. O negócio quitou um empréstimo fraudulento de doze milhões de reais do banco Schahin para o pecuarista José Carlos Bumlai feito em 2004 – que tinha como destino o Partido dos Trabalhadores. Esse esquema já havia resultado na condenação de Cerveró, Fernando Baiano, do ex-gerente da Petrobras Eduardo Musa e de executivos do Grupo Schahin. Outros sete investigados também viraram réus no processo: os executivos Milton e Fernando Schahin; os doleiros Jorge e Raul Davies; os ex-gerentes da Área Internacional da Petrobras, Demarco Epifânio e Luis Carlos Moreira, além do ex-funcionário da estatal, Agosthilde Mônaco.

Band News Curitiba - 96,3 FM

A BandNews Curitiba está na cidade desde 2006. A emissora caiu no gosto do curitibano e, atualmente, está entre as dez rádios mais ouvidas da cidade.

Câmara vai recorrer de liminar do STF que restabelece mandato

Câmara vai recorrer de liminar do STF que restabelece mandato

Renato Freitas tinha sido cassado por quebra do decoro parlamentar

78 mil ítalo-brasileiros participam de votação do parlamento italiano

78 mil ítalo-brasileiros participam de votação do parlamento italiano

Os eleitores são italianos natos e descendentes com cidadania residentes no Brasil

Ministro do STF restabelece mandato de Renato Freitas

Ministro do STF restabelece mandato de Renato Freitas

Com suspensão da cassação, vereador poderá participar das eleições deste ano

Eleitores brasileiros decidem voto presidencial antes dos outros cargos

Eleitores brasileiros decidem voto presidencial antes dos outros cargos

Foram ouvidas 2 mil pessoas por telefone, entre os dias 18 e 20 de setembro