DER/PR recomenda que visitantes não utilizem ferry-boat durante o feriado de Carnaval

 DER/PR recomenda que visitantes não utilizem ferry-boat durante o feriado de Carnaval

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná recomenda que, quem pretende visitar o Litoral, busque rotas alternativas para chegar a Guaratuba, evitando a travessia pelo ferry-boat. A sugestão é utilizar a BR-376 até o município catarinense de Garuva e, de lá, seguir pela PR-412 até Guaratuba. O serviço de travessia por ferry-boat passa por um momento de transição, sendo operado pela empresa Internacional Marítima desde o dia 10 de fevereiro, por meio de contratação emergencial. A medida foi necessária depois de serem registrados vários problemas com a empresa anterior, a BR Travessias, desde atraso nos embarques, má qualidade das embarcações e da estrutura da travessia, chegando ao ponto de um dos atracadouros ter afundado na baía.

O serviço atualmente é operado por três embarcações do tipo ferry-boat e um conjunto de balsa e rebocador, em apenas dois atracadouros. Com isso, a formação de filas tende a se manter, levando em conta o aumento de visitantes no Litoral durante o feriado. A empresa está realizando os reparos nos atracadouros interditados, que devem voltar a operação nas próximas semanas.

Para auxiliar os viajantes que vão utilizar o ferry-boat durante o feriado, o DER/PR reativou a conta no Twitter que será atualizada ao longo dos dias com informações sobre o tempo de espera da travessia. O perfil é o @DERferryboat.

Veículos pesados, como caminhões e ônibus, não poderão usar a travessia de ferry-boat durante todo o Carnaval. A restrição começou às 2h da tarde desta sexta-feira (25) e segue até às 2h da tarde de quarta-feira (02). Conforme o DER/PR, durante esse período, só será permitida a travessia de veículos leves, como motos, automóveis e pick-ups, além de veículos de emergência, carros oficiais e ônibus de transporte coletivo intermunicipal.

Por Juliana Goss

Band News Curitiba - 96,3 FM

A BandNews Curitiba está na cidade desde 2006. A emissora caiu no gosto do curitibano e, atualmente, está entre as dez rádios mais ouvidas da cidade.

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

Adolescentes foram retirados do mar conscientes e passam bem