Inflação em Curitiba fecha 2018 em 3,38%

Marcos Santos/USP Imagens

A inflação oficial em Curitiba fechou 2018 em 3,38%. O valor é menor ao registrado no país, de 3,75%. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta sexta-feira (11).

Em contrapartida, a variação de preços na capital do Paraná foi uma das maiores do Brasil, atrás do Rio de Janeiro, Porto Alegre e São Paulo. De acordo com o economista Lucas Dazordi, o índice está alinhado com a situação brasileira e demonstra um enfraquecimento do consumo.

A inflação é medida a partir do Índice de Preços ao Consumidor-Amplo (IPCA), que tem como base famílias com rendimentos entre um e 40 salários mínimos.  De acordo com o IBGE, a inflação de Curitiba foi puxada pelos combustíveis domésticos com aumento de 16,07% que apresentou a maior alta isolada dos itens pesquisados e também superou a média nacional que ficou em 5,23% em 2018. Os preços elevados foram consequência do impacto da greve dos caminhoneiros em maio.

Oscilação também no custo da alimentação na capital do Paraná, que foi o quarto maior índice registrado no país com 4,49%. Para 2019 a perspectiva é de um aumento nos preços de serviços públicos e uma projeção de IPCA de 4%.

O IPCA acumulado no país em 2018 ficou em 3,75%, 0,80 ponto percentual acima dos 2,95% registrados em 2017.

Reportagem Alexandra Fernandes