ParanáGeral

Maringá tem segunda suspeita de varíola dos macacos

Exames estão em análise no Laboratório Central do Paraná

 Maringá tem segunda suspeita de varíola dos macacos

Foto: Dado Ruvic

O município de Maringá, no norte do Paraná, registra o segundo caso suspeito de varíola dos macacos. Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, o paciente é um homem que esteve em viagem internacional recentemente e apresentou lesões na pele. Ele foi atendido em uma Unidade de Pronto Atendimento da cidade e os exames foram encaminhados ao Laboratório Central do Paraná para investigação. Maringá aguarda ainda os resultados do primeiro caso suspeito, de uma mulher, entre 20 e 30 anos.

Também conhecida como “monkeypox”, a varíola dos macacos é uma zoonose, transmitida entre seres humanos, principalmente pela pele. A transmissão pode acontecer a partir do contato direto com as secreções das bolhas e feridas e pelo contato com objetos contaminados.

A coordenadora do Serviço de Epidemiologia do Hospital Pequeno Príncipe, Heloisa Giamberardino, destaca que a preocupação é com a dificuldade de diagnóstico e com o tempo de duração da doença.

Alguns dos sintomas da varíola dos macacos são: dor de cabeça, febre acima de 38°C, dores musculares, fraqueza profunda, além de feridas e bolhas na pele. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, Curitiba contabiliza dez casos confirmados da doença.

A reportagem aguarda os dados da Secretaria de Estado da Saúde.

Reportagem: Larissa Biscaia.

felipe.costa

Mega-Sena: duas apostas do Paraná acertam 6 dezenas

Mega-Sena: duas apostas do Paraná acertam 6 dezenas

Duas apostas feitas no Paraná acertaram seis dezenas e foram ganhadoras do prêmio principal da

Justiça nega pedido de Habeas Corpus a Jorge Guaranho

Justiça nega pedido de Habeas Corpus a Jorge Guaranho

Para manutenção da prisão, o relator citou "as eleições que se avizinham"

Jorge Guaranho chega ao Complexo Médico Penal, em Pinhais

Jorge Guaranho chega ao Complexo Médico Penal, em Pinhais

Réu pela morte de Marcelo Arruda, policial penal teve a prisão domiciliar revogada

Compras do Dia dos Pais devem aumentar 8% em 2022

Compras do Dia dos Pais devem aumentar 8% em 2022

Um estudo da Faciap mostrou que a maioria dos comerciantes está otimista para este ano