CuritibaGeral

Novos alimentos são adicionados no cardápio de animais do Zoo

Os alimentos foram adicionados por conta do inverno para garantir mais energia para os animais

 Novos alimentos são adicionados no cardápio de animais do Zoo

Foto: Lucilia Guimarães/SMCS

Agora o pinhão e o mel fazem parte do cardápio do Zoológico para os animais se protegerem do frio. Os alimentos são adicionados nas refeições de inverno para que os animais tenham mais energia. O pinhão, nativo da região, e outras sementes, são exemplos de alimentos energéticos e com mais gordura saudável que entram na dieta durante esse período. O mel, em particular, é uma adição importante para a prevenção de problemas respiratórios. As espécies mais afetadas pelo frio são os primatas e as aves e cada uma recebe atendimento especial de acordo com o comportamento natural. Os recintos abertos para visitação, das aves e dos primatas, já possuem estruturas que os protegem das mudanças de temperatura. O animal fica livre para escolher permanecer na área de visitação ou entrar em uma sala com isolamento térmico. As aves que vivem em uma área restrita à visitação, sem a estrutura de alvenaria, recebem proteção adicional contra o vento. Com a baixa na sensação térmica, são colocadas lonas ao redor do recinto para evitar a ventania.

Serviço: Zoológico de Curitiba
Endereço: Rua João Micheletto, 1.500, Boqueirão
Horários de visitação: das 10h às 16h, de terça a domingo.
O acesso é gratuito e será por ordem de chegada, permitida a permanência de 1,2 mil pessoas simultaneamente.

Band News Curitiba - 96,3 FM

Dengue: Paraná registra 5.528 novos casos e seis mortes

Dengue: Paraná registra 5.528 novos casos e seis mortes

Estado soma 65 óbitos e 110.120 casos confirmados

Sol predomina à tarde e eleva temperaturas em Curitiba; confira

Sol predomina à tarde e eleva temperaturas em Curitiba; confira

Em Curitiba, a temperatura é de 22ºC e mínima de 13ºC, sem previsão de chuva

Curitiba investiga caso da varíola dos macacos

Curitiba investiga caso da varíola dos macacos

Homem de 31 anos tem histórico de viagem ao estado de SP