CuritibaServiços

ONG de palhaços Nariz Solidário completa oito anos

Sediada em Curitiba, associação já atingiu 120 mil pessoas

 ONG de palhaços Nariz Solidário completa oito anos

Foto: divulgação

A ONG de palhaços voluntários Nariz Solidário completa oito anos este mês. Foram cerca de mil ações organizadas em mais de dez unidades de saúde de Curitiba e Região. Pelo menos 150 voluntários foram capacitados.

Entre pacientes e familiares, profissionais da saúde e educadores da rede pública, ao redor de 120 mil pessoas foram atingidas de maneira direta. Durante o período mais crítico da pandemia, a ONG foi uma das poucas que conseguiu continuar as ações dentro dos hospitais.

Veja mais:

A organização lançou o projeto “De Nariz para Nariz”, aprovado pela Lei de Incentivo à Cultura, onde as intervenções nos hospitais de Curitiba tiveram a presença da Covidina. O manequim levava um tablet no lugar do rosto, onde os palhaços podiam interagir com os pacientes através de chamada de vídeo.

Com robôs adaptados e entradas ao vivo por vídeo, os palhaços do Nariz Solidário puderam continuar levando alegria, arte e conforto para aqueles que mais precisavam de alento.

Ao longo dos anos, os artistas acumularam reconhecimento pelo impacto gerado com o programa de formação ao voluntariado. Eduardo Roosevelt participa do grupo desde a criação.

A associação projeta ampliar os trabalhos para o ano que vem, com foco principal na garantia de direito, democratização de acesso à arte, cultura, bem-estar e saúde de qualidade em Curitiba e Região Metropolitana. A ONG está presente nas Unidades da FEAS (Fundo Estadual de Assistência Social).

Entre elas estão CAPS, UPAS e Hospital Municipal do Idoso Zilda Arns; Hospital Santa Casa de Misericórdia de Curitiba e Hospital Infantil Waldemar Monastier de Campo Largo.

Reportagem por Jully Ana Mendes, com supervisão de Cleverson Bravo.

mariane.abreu

Júri de Renata Muggiati tenta esclarecer divergências entre laudos

Júri de Renata Muggiati tenta esclarecer divergências entre laudos

Irmã da fisiculturista confia que Suss Marques será condenado