ParanáGeral

Ouvintes registram banco de areia na praia de Caiobá

Moradores falam em mais de um metro de altura, Sedest afirma que são 30 centímetros

 Ouvintes registram banco de areia na praia de Caiobá

Foto: Reprodução/IAT

Um trecho de 50 metros na praia de Caiobá, onde a dragagem foi feita, apresenta um degrau. O desnível foi registrado por ouvintes da BandNews FM neste final de semana. Enquanto moradores da região falam em mais de um metro de altura, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Sustentável e do Turismo afirma que são 30 centímetros.

Veja mais:

Na análise do geólogo, especialista em Ambientes Costeiros de Sedimentação, e professor do Centro de Estudos do Mar, Marcelo Lamour, a situação é uma resposta da natureza à ação humana.

A praia de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, passou pelo mesmo processo, em 2021. Dez meses após a conclusão dos trabalhos, moradores registraram um desnível e 1,70 metros de altura na areia. A obra de engorda no litoral paranaense foi finalizada em meados de outubro. Na ocasião, o Governo do Estado afirmou que não deveria haver um degrau em Caiobá.

O pesquisador acredita que a obra dependeria de uma intervenção também aquática e não apenas na areia.

O projeto inicial da obra foi foco de questionamentos de diversos grupos de pesquisa. O coordenador do Laboratório de Geoprocessamento e Estudos Ambientais da Universidade Federal do Paraná, Eduardo Vedor de Paula, defende que a dragagem deveria ter sido feita com obras menores e de menor impacto.

O professor afirma que o projeto que obteve a licença ambiental sofreu alterações, e que dependeria de uma nova autorização para ser executado. Ele acredita que a obra foi feita com ansiedade.

Questionada pela reportagem, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, afirma que o declive aconteceu devido à ressaca registrada no dia 31 de outubro.

A pasta afirma que o degrau pode acontecer porque a areia está em fase de conformação do perfil e que segue em análise técnica para avaliação e correção de possíveis desníveis. Além disso, a Sedest destaca que a situação é diferente da registrada em Santa Catarina, porque em Balneário Camboriú o degrau teria sido formado onde, historicamente, nunca houve areia.

Reportagem: Larissa Biscaia.

felipe.costa

Mais interdições: BR 116 registra nova queda de barreira

Mais interdições: BR 116 registra nova queda de barreira

O deslizamento foi por volta das 20h40 desta segunda-feira (28), no quilômetro 51

‘Muita terra e pedra’, diz prefeito que estava em deslizamento  

‘Muita terra e pedra’, diz prefeito que estava em deslizamento  

A rodovia está completamente interditada. Por enquanto, não há informações de vítimas

PRF faz ponto de retorno para remover veículos na BR-376

PRF faz ponto de retorno para remover veículos na BR-376

Houve queda de barreira no quilômetro 669,5, em Guaratuba

BR-376 é totalmente interditada após queda de barreira

BR-376 é totalmente interditada após queda de barreira

Tráfego foi interrompido no quilômetro 669, em Guaratuba, nos dois sentidos