CuritibaGeral

PM é condenado a 22 anos de prisão por Feminicídio

O policial militar Diogo Costa acusado de matar a ex-mulher Adriely Gonçalves da Silva

 PM é condenado a 22 anos de prisão por Feminicídio

Foto: Redes Sociais

Foi condenado a 22 anos e 6 meses de prisão o policial militar Diogo Costa acusado de matar a ex-mulher Adriely Gonçalves da Silva, de 22 anos. O PM foi a júri popular, encerrado na tarde de hoje (13) em Colombo, na região metropolitana de Curitiba. Durante o julgamento foi reconhecida a autoria e materialidade do feminicídio, além do crime de ocultação de cadáver. Com a sentença, também ficou determinada a perda do cargo na PM. O crime foi em maio de 2018.

O policial militar foi preso dez dias após o desaparecimento. Câmeras de segurança flagraram o momento em que ele teria saído de casa com a ex-mulher na madrugada em que ela sumiu. O corpo de Adrielly foi encontrado na estrada da graciosa. De acordo com laudo do Instituto Médico Legal ela foi morta por asfixia.

Band News Curitiba - 96,3 FM

A BandNews Curitiba está na cidade desde 2006. A emissora caiu no gosto do curitibano e, atualmente, está entre as dez rádios mais ouvidas da cidade.

Prefeitura de Curitiba inaugura serviços para a população trans

Prefeitura de Curitiba inaugura serviços para a população trans

Os avanços marcam o mês de janeiro, dedicado a dar visibilidade ao público e comunidade

Carnaval de Curitiba volta com estreia de festival de Metal

Carnaval de Curitiba volta com estreia de festival de Metal

Zombie Walk e os desfiles das escolas de samba também estão confirmados

Parada: responsáveis por trio são indiciados em morte de DJ

Parada: responsáveis por trio são indiciados em morte de DJ

Proprietária da empresa, dois colaboradores e o motorista responderão por homicídio doloso

Armazéns da Família recebem alimentos com preços mais baixos

Armazéns da Família recebem alimentos com preços mais baixos

Leite em pó, macarrão e carne moída bovina são os itens que receberam as promoções