ParanáGeral

Polícia paranaense mata mais do que nos estados vizinhos

SP e SC viram índices despencaram com adoção de câmeras nos uniformes

 Polícia paranaense mata mais do que nos estados vizinhos

Foto: Divulgação/Polícia Militar

A instalação de câmeras com gravação de áudio e vídeo nas fardas e viaturas da Polícia Militar está em discussão no Paraná. A medida pretende aproximar o estado dos vizinhos São Paulo e Santa Catarina, que registraram reduções significativas no número de mortes depois da adoção do sistema. Em SC, as câmeras já estão em funcionamento desde 2019 e as mortes continuam caindo, no ano passado a redução foi de 19%. Já em São Paulo, que adotou câmeras em junho do ano passado em 18 unidades, a redução foi de 85% no número de mortes nestes batalhões, passando de 110 no período de 2020, para 17 em 2021.  O doutor em Ciências Sociais e pesquisador em segurança pública, Cezar Bueno de Lima, avalia que esses dados mostram uma mudança de postura da polícia nas abordagens.

O Governo do Estado afirma que tem um projeto piloto de câmeras incorporadas às fardas. O custo estimado é de R$ 21 milhões para a compra de 500 dispositivos, incluindo o sistema de monitoramento. Outras medidas de  redução da letalidade policial também estão sendo implementadas. Recentemente, 22 policiais civis receberam capacitação sobre  armas de choque. O Delegado-Geral da PCPR, Silvio Jacob Rockembach, conta que a aquisição das pistolas de choque tem como objetivo melhorar as condições de trabalho dos policiais.  

A Polícia Civil foi responsável por duas mortes no ano passado, a maior parte ficou por conta da Polícia Militar, 408 e outras 7 foram de responsabilidade de guardas municipais. Uma carta foi enviada ao governo estadual , assinada pela Defensoria Pública do Estado, pelo Ministério Público do Paraná, pelo Tribunal de Justiça, pela Ordem dos Advogados do Brasil no Paraná e pela Universidade Federal do Paraná. O reitor da Universidade Ricardo Marcelo Fonseca, considera que é indispensável que os policiais sejam preparados para abordagens menos violentas.

Curitiba está entre as cidades do Paraná com mais mortes em confronto com as forças de segurança do Estado, são 105. 

Reportagem Amanda Yargas

Band News Curitiba - 96,3 FM

A BandNews Curitiba está na cidade desde 2006. A emissora caiu no gosto do curitibano e, atualmente, está entre as dez rádios mais ouvidas da cidade.

Intenção de consumo do paranaense cresce em setembro

Intenção de consumo do paranaense cresce em setembro

Alta de setembro foi de 4% e voltou a patamar de satisfação com 100,8 pontos

300 mil domicílios do Paraná não têm acesso à internet

300 mil domicílios do Paraná não têm acesso à internet

Segundo o IBGE, o acesso à rede cresceu 5 pontos porcentuais, chegando a 90%

Primavera começa com baixas temperaturas

Primavera começa com baixas temperaturas

Expectativa é de chuvas influenciadas pelo La Niña