ParanáGeral

Projeto Genomas recebe R$ 651 mil para criação de bolsas  

Seis estudantes serão selecionados pelas universidades estaduais do Centro Oeste e de Ponta Grossa

 Projeto Genomas recebe R$ 651 mil para criação de bolsas  

Foto: SETI/PR

As universidades estaduais do Centro-Oeste (Unicentro) e de Ponta Grossa (UEPG) selecionam até 8 de fevereiro seis estudantes para cursos de doutorado e pós-doutorado, com projetos de pesquisas nas áreas de genômica, bioinformática e epidemiologia.

Veja mais:

São quatro bolsas de doutorado no valor individual de R$ 2.750,00 para o período de quatro anos, somando R$ 528 mil, e duas bolsas de pós-doutorado de R$ 5.125,00 para dois anos, que totaliza R$ 123 mil. Nas duas modalidades de pós-graduação a carga horária semanal prevista é de 40 horas de dedicação aos projetos.

As bolsas, que somam R$ 651 mil, são concedidas com recursos da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná (Seti) e da Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico. O objetivo é estruturar um repositório para o armazenamento de amostras biológicas e dados epidemiológicos para uso em pesquisas, o chamado biobanco.

Segundo o coordenador de Ciência e Tecnologia da Seti, Marcos Aurélio Pelegrina, o Estado pretende identificar marcadores de predisposição genética e metabólica da população paranaense, a partir de técnicas de inteligência artificial e ciência de dados.

O Paraná se tornou sede de um novo ecossistema de inovação voltado à pesquisa genética e inteligência artificial aplicada à saúde. Chamado de Vale do Genoma, a iniciativa foi instalada em Guarapuava, na região Centro-Sul, visando estabelecer um polo de startups na área genômica.

REQUISITOS

As vagas para o curso de doutorado estão distribuídas em dois grupos de atuação: Bioinformática e Genética ou Biologia Molecular. Podem concorrer profissionais de diferentes graduações com título de mestre nas áreas de Genética, Bioinformática, Biologia Molecular, Bioquímica, Farmacologia, Fisiologia, Patologia, Clínica Médica, Ciências Farmacêuticas ou Ciências Médicas. As oportunidades também contemplam pessoas com deficiência (PCD). A taxa de inscrição é de R$ 150,00.

Os acadêmicos do segundo grupo, especificamente, devem comprovar experiência em extração de ácidos nucleicos, planejamento e execução de PCR (sigla em inglês para reação em cadeia da polimerase) e eletroforese (método para separar fragmentos de DNA), assim como interpretação e análise estatística de resultados. Os seis bolsistas de doutorado devem divulgar os resultados obtidos nas respectivas pesquisas em eventos acadêmicos e escrever artigos correspondentes em língua inglesa para publicação em revistas científicas de alto impacto.

Entre os requisitos para o preenchimento das vagas de pós-doutorado, os concorrentes devem comprovar o título de doutor em Bioinformática, Biologia Molecular, Bioquímica, Ciências Farmacêuticas, Clínica Médica, Farmacologia, Fisiologia, Genética ou Patologia. As inscrições nessa modalidade são gratuitas.

Os dados obtidos pelos cientistas serão utilizados em diagnósticos precoces e tratamentos de patologias de origem genética e até mesmo doenças crônicas.

Serviço:

Modalidade: Doutorado

Inscrições: até 8 de fevereiro – edital AQUI

Oportunidades: 4 vagas

Valor da bolsa mensal: R$ 2.750,00

Previsão de duração: 4 anos

Resultado final: 1º de março

Taxa de inscrição: R$ 150,00

Modalidade: Pós-Doutorado

Inscrições: até 8 de fevereiro (gratuitas) – edital AQUI

Oportunidades: 2 vagas

Valor da bolsa mensal: R$ 5.125,00

Previsão de duração: 2 anos

Resultado final: a partir de 16 de fevereiro

Reportagem: Giovanna Retcheski, com supervisão de Leonardo Gomes

Giovanna Retcheski

Clima reduz, mas previsões indicam expectativa de boa safra

Clima reduz, mas previsões indicam expectativa de boa safra

Neste verão, devem ser alcançadas 24 milhões e setecentas mil toneladas no Paraná

BR-376: 12 quilômetros de fila, no sentido Santa Catarina

BR-376: 12 quilômetros de fila, no sentido Santa Catarina

Fila estava concentrada em Guaratuba, no Litoral do Paraná

BR-277: 8 quilômetros de fila em Morretes, no sentido Paranaguá

BR-277: 8 quilômetros de fila em Morretes, no sentido Paranaguá

Permanece o desvio operacional, na Serra do Mar, no quilômetro 42