Reunião para discutir o transporte termina sem definição sobre o preço da tarifa

Foto: Rodrigo Felix Leal/ANPr

A primeira reunião entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Curitiba para discutir a tarifa do transporte terminou sem prazo para a resolução do impasse. Ratinho Junior (PSD) e Rafael Greca (PMN) se encontraram nesta terça-feira (22), no Palácio Iguaçu, para tratar sobre o tema. O principal fator da discussão é o subsídio que o estado pode oferecer para manter o preço da tarifa do transporte na capital paranaense.

Atualmente, em Curitiba, a passagem custa R$ 4,25. No ano passado, o aporte financeiro do estado custou R$ 71 milhões aos cofres do executivo estadual. Os gestores deixaram a reunião desta terça (22) sem falar em prazos ou definições.

Ficou combinado, por enquanto, que as equipes municipais e estaduais vão trabalhar em conjunto para pensar em soluções. O governador não prometeu ajuda financeira e apontou que ainda aguarda o levantamento da Secretaria da Fazenda sobre a situação das finanças. Ratinho Junior afirmou que não pode colocar em risco o caixa do estado:

Ao deixar o encontro no Palácio Iguaçu — assim como o governador –, o prefeito de Curitiba falou mais sobre os desafios da mobilidade urbana do que sobre as tarifas do transporte coletivo. Rafael Greca anunciou o início de uma de força-tarefa para estudar a integração da região metropolitana e o uso compartilhado da rede de transporte:

Sobre o preço da tarifa, Greca garantiu que o assunto será definido nos próximos dias. O prefeito reafirmou que o aumento é inevitável:

01.23 – TARIFA DISCUTE 03.

Apesar de estar anunciando desde o ano passado que o preço da passagem vai subir em Curitiba, Rafael Greca afirmou que ainda não existe um cálculo definitivo. Segundo ele, há vários fatores indefinidos.

No dia 29, quando acontecerá a próxima reunião do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), o secretário estadual Renê de Oliveira Garcia Júnior irá se posicionar pela continuidade da isenção do ICMS sobre o diesel. O benefício fiscal que derruba o preço do combustível colabora para puxar o cálculo da tarifa para baixo.

Reportagem: Angelo Sfair