ParanáGeral

Saúde estadual faz curso com foco no diagnóstico da hanseníase

O Paraná já tem 239 casos da doença este ano

 Saúde estadual faz curso com foco no diagnóstico da hanseníase

Foto: divulgação/SESA

Neste ano, o Paraná já tem 239 casos de hanseníase, de acordo com dados preliminares da Secretaria de Estado da Saúde. Cerca de 8 em cada 10 pacientes são diagnosticados com atraso, o que pode contribuir para a incapacidade física dos membros.

Com isso, uma capacitação em ações de controle da hanseníase na Rede de Atenção à Saúde foi realizada pela secretaria nesta quarta-feira (5).

A intenção, segundo o secretário da pasta, César Neves, é evitar diagnósticos tardios.

A hanseníase é uma doença infecciosa que atinge nervos e pele causada por bactéria. A infecção é transmitida por contato íntimo e prolongado, e tem um longo período de incubação que pode ser de 2 a 10 anos. Já o tratamento dura geralmente entre seis e 12 meses.

Veja também:

Os principais sintomas são manchas mais claras que a pele ou avermelhadas, com perda ou diminuição de sensibilidade no local. Também podem ocorrer dormência ou formigamento de mãos/pés, dor ou hipersensibilidade em nervos, inchaço ou nódulos na face ou nos lóbulos das orelhas, ferimentos ou queimaduras indolores nas mãos e pés.

Reportagem: Amanda Yargas.

felipe.costa

Câmara de Maringá aprova reajuste de 43% para os vereadores

Câmara de Maringá aprova reajuste de 43% para os vereadores

Projeto de lei foi aprovado com 14 votos favoráveis e apenas um contrário

Portos do Paraná registram alta de 2% em 2022

Portos do Paraná registram alta de 2% em 2022

Ao todo, já foram movimentadas mais de 54 milhões de toneladas em 2022

Hospital Erasto Gaertner completa 50 anos

Hospital Erasto Gaertner completa 50 anos

Instituição comemora avanços no combate ao câncer