Suspeitos de produzir e vender ecstasy para todo o Brasil são presos em Curitiba

(Foto: divulgação/PF)

Quatro suspeitos de produzir e distribuir ecstasy para vários estados do Brasil foram presos nesta quarta-feira em Curitiba e Região Metropolitana. Entre eles está um estudante universitário. Segundo a Polícia Federal, em um período de dois meses, foram mais de 80 envelopes com a droga despachados em agências dos Correios na capital paranaense. A movimentação financeira na conta de um dos envolvidos passou de R$ 500 mil em menos de um ano.

A operação Hipster – em referência ao estudante, cumpriu, também, cinco mandados de busca e apreensão. A investigação teve início a partir de informações que a PF recebeu a respeito da compra de uma prensa para a produção de drogas sintéticas. É o que detalha o delegado Vinicius Oliveira Binda.

A Polícia Federal teve apoio do órgão responsável pelo combate as drogas nos Estados Unidos, o Drug Enforcement Administration (DEA). Os presos foram encaminhados a superintendência da PF e, caso condenados, podem pegar penas superiores a 20 anos de prisão.

Reportagem: Ricardo Pereira