ParanáGeral

Variação da qualidade do ensino básico chega até 119%

Resultado do Ideb coloca municípios do Paraná com ampla diferença no desempenho

 Variação da qualidade do ensino básico chega até 119%

Foto: Divulgação/Secretaria da Educação – Arquivo

O nível de qualidade do ensino básico entre municípios do Paraná pode variar até 119%. O resultado consta no novo levantamento feito pelo Ministério da Educação através do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). A cidade com o melhor desempenho no estado foi Serranópolis do Iguaçu, na região oeste, com nota 9. Já a pior foi Jacarezinho, no norte pioneiro, com 4,1. Os números representam o nível do ensino (1º ao 5º ano do Ensino Fundamental) com base em dados da aprovação e desempenho em provas de língua portuguesa e matemática. Além disso, segundo o Ministério, as médias de desempenho dos estudantes juntamente com as taxas de aprovação, reprovação e abandono, apuradas no Censo Escolar, compõem o Ideb.

Com quase 4,5 mil habitantes, Serranópolis do Iguaçu, além da melhor aprovação no Paraná, a cidade comemora o 7º lugar no ranking nacional da educação básica. Segundo o secretário municipal de educação, Leandro Hippler, durante os períodos mais severos da pandemia o foco da gestão foi em trabalhos mais personalizados e voltados aos alunos. Para ele, esses fatores influenciam até este momento o desempenho da educação no município.

Serranópolis do Iguaçu registrou nota máxima (100) na avaliação de cada uma das turmas da educação básica (1º ao 5º ano). Já em Jacarezinho, a média das turmas ficou em 76, quando a nota máxima ficou em 100. A secretária de educação do município, Patrícia Martoni, explica que diversos problemas colocam a cidade nesta situação.

Na região de Curitiba, o melhor ensino básico, segundo o Ideb, fica em Pinhais. A cidade alcançou 6,2 pontos na rede municipal de ensino. Segundo o Município, além das ações durante a pandemia, o programa de recomposição de aprendizagens reforçou a retomada das atividades presenciais nas escolas.

Para a secretária de educação de Pinhais, Andrea Franceschini, a adoção de um ensino mais individualizado funcionou como resposta às dificuldades no ensino causadas pela pandemia.

Segundo o Ministério da Educação, o Ideb deve funcionar como um condutor de políticas públicas em prol da qualidade da educação. Para o doutor em Desenvolvimento Econômico com foco em políticas públicas educacionais e professor da Universidade Positivo, Walcir Soares Junior, a ideia não é julgar os municípios mas ajudar a identificar falhas e aprimoramentos de estruturas que possam melhorar a educação pública.

Na análise do Ideb no ensino médio, o Paraná foi melhor avaliado no país, passando da terceira colocação nos últimos dois anos, para a primeira em 2021. No Ideb 2019, divulgado em 2020, o estado obteve média 4,4. Este ano, com crescimento de 0,2 pontos ficou com média 4,6 e ultrapassou Goiás e Espírito Santo. A média nacional das redes estaduais ficou em 3,9.

Reportagem: Leonardo Gomes.

felipe.costa

Gaeco apura desvios em sindicato da região norte do PR

Gaeco apura desvios em sindicato da região norte do PR

As investigações tiveram início em 2020 e apuram crimes cometidos por três dirigentes do sindicato

Engorda de Matinhos deve ser finalizada em novembro

Engorda de Matinhos deve ser finalizada em novembro

O trabalho foi finalizado na praia de Caiobá e no Balneário Riviera