581 moradores solicitaram cancelamento da taxa de lixo em Curitiba

(Foto: Divulgação/Prefeitura de Curitiba)

Pouco mais de seis mil e trezentos processos administrativos foram abertos para questionar os boletos de IPTU e Taxa de Coleta de Lixo em Curitiba. Essas solicitações representam menos de 1% dos cerca de 700 mil boletos enviados, de acordo com a Prefeitura.

A maior parte dos pedidos é referente a solicitações de alteração cadastral do imóvel, que ocorre quando o perfil do imóvel foi alterado e essa mudança ainda não havia sido registrada na Prefeitura – é o caso, por exemplo, de aumento ou redução da área construída.

Os pedidos de cancelamento da taxa de lixo somaram 581 processos. A partir deste ano, a taxa passou a ser cobrada do conjunto dos beneficiários do serviço. Até então, o pagamento estava atrelado às regras de abatimento do IPTU, que resultava também em descontos e isenções no serviço.

A medida foi necessária para distribuir melhor os custos e amenizar os prejuízos de R$ 80 milhões que a prefeitura vinha arcando com o serviço. Passaram a pagar a taxa clubes, igrejas, associações, imóveis isentos, entre outros. O pagamento fica suspenso enquanto os processos são analisados.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*