Motoristas e cobradores do transporte coletivo de Curitiba não aderem greve

Foto: divulgação / Urbs – arquivo

Após anunciarem paralisação das atividades por causa de salários atrasados, motoristas e cobradores de ônibus da empresa CCD não aderiram à greve. Isto porque a empresa pagou as remunerações atrasadas na tarde desta quinta-feira (9). Segundo o Sindicado dos Motoristas e Cobradores, o atraso no pagamento atingiu cerca de setecentos profissionais.

Com 168 ônibus, entre alimentadores e convencionais, a empresa atende principalmente a zona leste de Curitiba, mas também atua em linhas compartilhadas, como Interbairros, Ligeirinhos e Biarticulados, atingindo cerca de 100 mil usuários por dia. Após anunciarem paralisação das atividades por causa de salários atrasados, motoristas e cobradores de ônibus da empresa CCD não aderiram à greve.

Isto porque a empresa pagou as remunerações atrasadas na tarde de hoje (quinta). Segundo o Sindicado dos Motoristas e Cobradores, o atraso no pagamento atingiu cerca de setecentos profissionais.

Com 168 ônibus, entre alimentadores e convencionais, a empresa atende principalmente a zona leste de Curitiba, mas também atua em linhas compartilhadas, como Interbairros, Ligeirinhos e Biarticulados, atingindo cerca de 100 mil usuários por dia.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*