Pais mantém filha com morte cerebral internada em hospital de Ponta Grossa

A jovem de 14 anos que teve meningite bacteriana e teve morte cerebral confirmada continua internada na UTI do Hospital Municipal de Ponta Grossa. Uma sindicância foi aberta pela Secretaria de Saúde da cidade para avaliar se houve negligência no atendimento por parte do posto de saúde e também do Samu. A família reclama que uma das socorristas teria dito que a jovem estava drogada, quando ela já estava entrando em coma. A funcionária está afastada. Outra reclamação é que houve demora no atendimento da jovem. Os médicos confirmaram a morte cerebral, porém ela é mantida viva por meio de máquinas a pedido dos pais.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*