Ambulatório clínico do Hospital Evangélico é embargado pela Prefeitura de Curitiba

 Ambulatório clínico do Hospital Evangélico é embargado pela Prefeitura de Curitiba

(Foto: reprodução/ Google Street View)

A partir de amanhã (quinta), as consultas agendadas para o ambulatório de atendimentos clínicos do Hospital Evangélico do Paraná não poderão ser realizadas. A administração da entidade alega que os serviços vão ser comprometidos depois que a prefeitura embargou o prédio em que funciona o ambulatório, na tarde de hoje (quarta).

A assessoria do municipio rebate a afirmação do Evangélico. Segundo a prefeitura, o ambulatório não foi fechado e os atendimentos podem ser realizados normalmente. O embargo não afeta o setor de saúde, mas deu inicio a um processo administrativo na Secretaria Municipal de Urbanismo. Segundo o Evangélico, na semana passada, a administração do hospital não localizou o alvará de funcionamento durante uma fiscalização da prefeitura. Por isso, o municipio determinou o embargo da unidade da Rua Padre Anchieta.

De acordo com o administrador judicial da Sociedade Evangélica Beneficente, Ladislau Zavadil Neto, as licenças sanitárias e dos bombeiros estão em dia. Como não houve prazo para a regularização do alvará, o hospital vai acionar o Ministério Público.

O ambulatório funciona há 10 anos. São realizadas mais de 700 consultas por dia de diversas especialidades. Os atendimentos são feitos pelo Sistema Único de Saúde e os pacientes vem de todo o estado do Paraná para receber tratamento. O prédio, anexo a Faculdade Evangélica, também serve para a realização de aulas do curso de medicina.

A prefeitura de Curitiba afirmou ainda, por meio de nota, que o hospital tem os prazos jurídicos cabíveis para recorrer da decisão. O Evangélico alega que não tem uma autorização por escrito do município e, por isso, não vai realizar os atendimentos clínicos no ambulatório. A administração teme por processos judiciais, neste caso.

Reportagem: Alexandra Fernandes

 

Band News Curitiba - 96,3 FM

A BandNews Curitiba está na cidade desde 2006. A emissora caiu no gosto do curitibano e, atualmente, está entre as dez rádios mais ouvidas da cidade.

Paraná está oficialmente livre da epidemia H3N2

Paraná está oficialmente livre da epidemia H3N2

A notícia foi divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde

Programa Opera Paraná deve realizar 60 mil cirurgias eletivas

Programa Opera Paraná deve realizar 60 mil cirurgias eletivas

A implantação do programa tem por objetivo diminuir as filas de espera

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

Adolescentes foram retirados do mar conscientes e passam bem