Apenas quatro locais dos 49 analisados do litoral paranaense são indicados como impróprios

 Apenas quatro locais dos 49 analisados do litoral paranaense são indicados como impróprios
Foto: Denis Ferreira Netto/AEN

Nesta semana, apenas 4 locais dos 49 pontos analisados são indicados como impróprios no litoral paranaense de acordo com o nono boletim Balneabilidade do Estado do Paraná. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (18) pelo Instituto Água e Terra.   O levantamento indicou melhora na balneabilidade nos 12 pontos avaliados como impróprios no boletim anterior. Destes, nove receberam indicação própria. De acordo com o boletim emitido nesta sexta-feira, mais de 90% do total de áreas verificadas podem ser usadas por banhistas e esportistas. Um dos principais motivos que contribui para a boa balneabilidade das águas é a diminuição no número de veranistas, já que com menos turistas menos dejetos são lançados nos rios, e isso evita que a chuva os carregue para o mar.

O boletim também indica os 10 pontos de foz dos rios no Litoral, que chegam ao mar como impróprios, pois drenam áreas urbanas. O órgão ambiental vai emitir 11 boletins durante a temporada do Verão Paraná, com informações até a semana do Carnaval. Além disso, o documento evidenciou que dos 17 locais monitorados nas praias da Costa Oeste e da Costa Norte, todos estão com indicações próprias. Em Paranaguá, todos os seis pontos monitorados na Ilha do Mel também são classificados como próprios. A mesma situação é encontrada nos 11 pontos em Pontal do Paraná.

Em Matinhos, dos 14 locais monitorados, apenas um está impróprio. Nos cinco pontos de coleta de amostras em Antonina e Morretes, somente a Ponta da Pita tem condições impróprias. E em Guaratuba, 2 dos 13 locais analisados. O instituto sinalizou as áreas próprias para banho com bandeiras azuis e os impróprios com bandeira vermelha. Também é possível baixar o app “Balneabilidade Estado do Paraná” e acessar as informações do celular.

Band News Curitiba - 96,3 FM

A BandNews Curitiba está na cidade desde 2006. A emissora caiu no gosto do curitibano e, atualmente, está entre as dez rádios mais ouvidas da cidade.

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

Adolescentes foram retirados do mar conscientes e passam bem