Ex-prefeitos de Curitiba são investigados pelo MP por irregularidades

(Foto: Arquivo Pessoal / BandNews)

Os ex-prefeitos de Curitiba, Luciano Ducci (PSB) e Gustavo Fruet (PDT) são investigados pelo Ministério Público do Paraná, por suspeita de improbidade administrativa. Os parlamentares respondem a uma denúncia que afirma que, no fim da gestão, os parlamentares não deixaram dinheiro para pagar dívidas contraídas no mandato.

O MP e o Tribunal de Contas do Estado (TCE-PR) analisam os números das contas públicas das gestões de Ducci e Fruet. De acordo com o Ministério Público, cada órgão tem uma função nos inquéritos. O MP é responsável por investigar a lesão ao Patrimônio Público. Já o Tribunal de Contas, tem o controle das contas municipais.

A investigação do ex-prefeito Gustavo Fruet foi aberta após o atual prefeito, Rafael Greca, apresentar ao órgão uma dívida de quase seiscentos milhões da gestão passada. De acordo com o TCE, Luciano Ducci, que foi Administrador Municipal até o final de 2012, deixou uma dívida de mais de trezentos milhões de reais.

O crime de improbidade administrativa prescreve em cinco anos. O processo também corre na auditoria do Ministério Público do Paraná.