Mais de 4 mil bolsas de sangue foram coletadas no Paraná durante a Campanha Nacional de Doação de Sangue

(Foto: Arquivo/SESA)

Mais de 4 mil bolsas de sangue foram coletadas nesta  semana no Paraná. O total supera a quantidade registrada durante a campanha no mesmo período do ano passado. Até esta sexta-feira, foram coletadas 4.132 bolsas de sangue. Cerca de 5 mil pessoas interessadas em doar sangue compareceram às 23 unidades da Rede Hemepar no Paraná.

Só em Curitiba, foram cerca de 700 candidatos e quase 500 bolsas coletadas. De acordo com Renata Pavese, chefe do setor de hemoterapia do Hemepar, ainda que o número de candidatos seja alto, é preciso mobilizar e sensibilizar a sociedade sobre a doação de sangue.

A diarista e artesã Cleonice Pedroso Santana veio da Lapa, na região metropolitana, para doar sangue em Curitiba. A primeira doação foi em nome de um familiar, mas ela não parou mais.

Cleonice normalmente vem a Curitiba com um micro-ônibus disponibilizado pela prefeitura da Lapa. Ela comunica a administração municipal a intenção de doar e, quando o número de outros interessados chega à capacidade do micro-ônibus, a viagem é realizada. Cleonice agora está formando uma rede de amigos e familiares que também doam sangue. Ela conversou com Iara Maggioni.

O servidor público Aritomo Akimoto também fez uma doação hoje (29) de manhã. Ele já é doador há 3 anos e diz que não quer mais parar.

A chefe de divisão de produção do Hemepar, Anália Breckendeld Machado, é responsável por gerenciar o processamento e distribuição de sangue. Ela afirma que a campanha ajudou bastante a aumentar as doações.

Cada bolsa de sangue colhida pode ajudar a salvar até quatro vidas. Alguns dos requisitos para doar são ter mais de 50 quilos, levar um documento original com foto, estar em bom estado de saúde e não ter feito tatuagens nos últimos doze meses. A coleta em Curitiba acontece de segunda a sábado, das sete e meia da manhã às seis horas da tarde. Em Curitiba, o Hemepar fica na Travessa João Prosdócimo, número 145.