CuritibaGeral

Obras na Linha Verde devem ser concluídas em 2024

Prefeitura de Curitiba estima concluir os trabalhos no eixo Atuba/Tarumã até o final de 2024

 Obras na Linha Verde devem ser concluídas em 2024

Imagem: Prefeitura de Curitiba

A Prefeitura de Curitiba espera concluir o conjunto de obras da Linha Verde, entre o Atuba e o Tarumã, até o fim de 2024.

Nesta quarta-feira (25) começam as obras de mais um trecho, o do Complexo Tarumã no viaduto da Avenida Victor Ferreira do Amaral, que faz parte do eixo de 22 km de transporte que liga norte a sul da cidade.

Veja mais:

O contrato para execução das obras do Complexo Tarumã ficou no valor de quase 93 milhões de reais (R$ 92,8 milhões), foi assinado em novembro de 2022 e a empresa tem 18 meses, ou seja 1 ano e meio, para concluir a obra. E as obras em todo o eixo Atuba/Tarumã devem ser finalizadas até 2024, conforme o presidente do IPPUC, Luiz Fernando Jamur

A primeira fase da obra  do Complexo Tarumã é para alargamento do viaduto, que terá a via exclusiva para o transporte público e uma estação-tubo, conforme explica o presidente do IPPUC.

Imagem: Prefeitura de Curitiba

Os trabalhos começam no trecho em frente ao Colégio Militar do Paraná e seguem adiante até o outro lado do viaduto próximo à uma concessionária de veículos que tem na região. O objetivo da obra é melhorar a integração do transporte público intermunicipal que passa pela região e também o fluxo embaixo do viaduto com a implantação das alças vindas Av. Victor Ferreira do Amaral, explica Luiz Fernando.

Com o início das obras terão bloqueios de trânsito na região e também mudanças no itinerário do transporte coletivo.

Confira as alterações:

B03 – GUARAITUBA/GUADALUPE MARACANÃ-ALTO XV

A linha B03 – Guaraituba/Guadalupe Maracanã-Alto XV deixará de atender o Terminal Guadalupe. Este atendimento passará a ser executado exclusivamente pela linha B06-Guaraituba/Guadalupe (via T. Maracanã Semidireto). Com a mudança a nomenclatura da linha será alterada para B03-Guaraituba/Alto da XV (via Terminal Maracanã).

Seu itinerário passará a ser de forma circular dentro de Curitiba.

Partindo da Linha Verde, ela entra na Rua Raphael Papa, seguindo pela Rua XV de Novembro, virando na Rua Padre Germano Mayer, Rua Augusto Stresser e Rua Fagundes Varela, até retornar para a Linha Verde. Confira o mapa com o novo itinerário AQUI.

As plataformas de embarque e desembarque das linhas também sofrerão alteração. Confira a indicação das novas plataformas T.MARACANàe T.GUARAITUBA.

Confira as alterações:

B06 – GUARAITUBA/GUADALUPE (via MARACANÃ-SEMIDIRETO)

Para chegar ao Terminal do Guadalupe, saindo do Terminal do Guaraituba, o atendimento passará a ser realizado exclusivamente pela linha B06 – Guaraituba/Guadalupe (via Maracanã-Semidireto).

Saindo do Terminal do Guaraituba, a linha efetuará paradas na Estrada da Ribeira, nº 550 (até o Bioposto), na ida e na volta e voltará a fazer paradas na antiga Copava, no Cabral, seguindo para o Centro pela Rua Professor Arthur Loyola, Rua Paraguassu, Rua Almirante Tamandaré, Rua XV de Novembro, Rua Tibagi e Terminal Guadalupe.

Na volta, seguirá pelas Rua Nilo Cairo, Av. Souza Naves, Rua José de Alencar e Av. Munhoz da Rocha, realizando paradas.

Confira o mapa com o novo itinerário AQUI.

As plataformas de embarque e desembarque das linhas também sofrerão alteração. Confira a indicação das novas plataformas T.MARACANàe T.GUARAITUBA.

B42 – MARACANÃ / PUC (VIA FAGUNDES VARELA

Já a linha B42 – Maracanã / Puc (via Fagundes Varela) deixará de ter paradas nas marginais do viaduto, visto que os mesmos estarão bloqueados. A linha seguirá seu itinerário normalmente pela parte superior do viaduto.

Confira o mapa com a indicação das paradas que serão desativadas AQUI.

Reportagem: Francine Lopes

Jessica de Holanda

Júri de Renata Muggiati tenta esclarecer divergências entre laudos

Júri de Renata Muggiati tenta esclarecer divergências entre laudos

Irmã da fisiculturista confia que Suss Marques será condenado