Paraná tem 10 casos de dengue em 42 dias, segundo primeiro boletim 2018/2019

O primeiro boletim da dengue no novo período epidemiológico aponta 10 casos da doença no Paraná, em 42 dias. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde e consideram registros no período entre 1º de agosto e 11 de setembro. Seis casos são autóctones, contraídos dentro do Estado, nos municípios Foz do Iguaçu (2), Matelândia (1), São Miguel do Iguaçu (1), Paranavaí (1) e Rolândia (1). Outras 4 ocorrências da doença foram importadas. Não há registro de zika ou chikungunya neste boletim.

No último período epidemiológico, entre agosto de 2017 e julho de 2018, foram confirmados 992 casos no Estado, o segundo menor índice na série histórica. O período anterior, entre 2016 e 2017, registrou 870 casos – o mais baixo número de casos desde que os índices começaram a ser acompanhados. O Paraná viveu uma epidemia da doença entre 2015 e 2016, com 56 mil ocorrências e 63 mortes em decorrência da doença.

É sempre bom repetir:  o mosquito aedes aegypti transmite a dengue, a febre chikungunya e o vírus zika. A prevenção é feita evitando a procriação do mosquito, que utiliza água parada para botar os ovos e desenvolver as larvas. Por isso, é preciso manter caixas, tonéis e barris de água fechados, guardar garrafas de vidro ou plástico viradas de boca para baixo, colocar o lixo em sacos bem vedados, além de colocar areia em pratinhos de vasos de flor.

Reportagem: Ana Flavia Silva

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*