Vereadores aprovam moção de apoio à ação do MP que prevê nova licitação do transporte

Foto: Divulgação / Câmara Municipal de Curitiba

Por unanimidade, os vereadores de Curitiba aprovaram ontem (27) uma moção de apoio à ação do Ministério Público que prevê a anulação da atual concessão do transporte coletivo da Capital e a realização de uma nova licitação. No último dia 16, o MP entrou na Justiça com uma ação pedindo a anulação da concorrência realizada em 2009. A ação é um desdobramento da operação Riquixá, que investiga irregularidades em licitações para a concessão do transporte coletivo de Curitiba e outras cidades paranaenses.

Em 2013, a Câmara abriu uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar o transporte coletivo de Curitiba – e desde então cobrava ação dos demais órgãos públicos. Na ocasião,  propôs indiciamentos por suspeita de fraude de ex-presidentes da Urbs e membros das comissões de licitação e de assessoramento técnico que participaram do processo e por sonegação fiscal.

Foram listadas 60 pessoas e 35 empresas ligadas aos consórcios que operam a Rede Integrada de Transporte. Também foram listados 15 itens da planilha técnica que poderiam ser alterados para reduzir a tarifa do transporte.