A rivalidade entre duas tribos continua dando trabalho à polícia

Punks e skinheads. Um rapaz que testemunhou a morte do amigo skinhead, que aconteceu na sexta-feira, foi esfaqueado ontem dentro do Terminal do Cabral. Ele foi atendido pelo Siate e encaminhado em estado grave para o Hospital Evangélico. O autor da morte do skinhead José Carlos Domingos continua preso. Marcos Vinícius da Silva Santos, de 20 anos, confessou ter matado a golpes de faca José Carlos Domingos. O crime aconteceu na Praça Eufrásio Correia, no Centro de Curitiba. O delegado Rubens Recalcatti, da Delegacia de Homicídios afirma que os casos recentes são isolados e que os responsáveis já foram punidos.


Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*