Barbosa Neto pode ser cassado por vereadores

A Câmara de Vereadores de Londrina decidiu ontem que o plenário deverá votar a abertura ou não de uma Comissão Processante (CP) contra o prefeito Barbosa Neto (PDT). A ideia é investigar as falhas na gestão e fiscalização do contrato com a empresa de vigilância Centronic. O pedido de abertura de Comissão Processante para cassação do mandato do prefeito foi apresentado pelo PMN após aprovação pelos vereadores em dezembro do ano passado. No pedido, o PMN dizia que o contrato era irregular porque dois vigias da Centronic com salários pagos pela administração local trabalhavam numa rádio de propriedade da família do prefeito. A votação da instalação da Comissão Processante será na próxima quinta-feira.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*