Bilhetes que foram roubados na Linha Turismo têm número de série

Foto: divulgação / Urbs

A Empresa de Ônibus Glória, que sofreu um assalto no último domingo, está rastreando os números de série das 136 cartelas de bilhetes da linha Turismo que foram roubadas. A intenção é impedir o uso dos tíquetes que foram levados e evitar a comercialização das passagens.

O ônibus da Linha Turismo foi assaltado no momento em que parou no ponto do parque da Unilivre, no Pilarzinho, em Curitiba. Segundo a Guarda Municipal, o cobrador foi abordado com um revólver, por volta do meio dia de domingo (4) e os assaltantes levaram 180 reais em dinheiro, além dos bilhetes da linha.

A Guarda afirmou ainda que os passageiros estavam no segundo andar do veículo e não viram o crime, mas tiveram que desembarcar para que o motorista fizesse o boletim de ocorrência.

Cada cartela custa 45 reais e dá direito ao embarque de um passageiro. Com os bilhetes, é possível desembarcar em até quatro pontos turísticos da cidade e reembarcar na linha. Segundo o site da URBS, os tíquetes para embarque na linha Turismo podem ser comprados diretamente nos ônibus, com o cobrador, ou na sede da empresa, que fica na rodoferroviária.

Tíquetes que forem comprados de terceiros vão ser considerados suspeitos e os cobradores da linha estão orientados a acionar a polícia nesses casos. Quem tentar embarcar com algum bilhete das cartelas roubadas pode ser preso pelo crime de receptação.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*