Cromatógrafo continua lacrado no Instituto de Criminalística

Um novo e importante equipamento utilizado para identificação de componentes químicos,entregue ao Instituto de Criminalística, continua lacrado e na caixa. O cromatógrafo, que auxilia na perícia de drogas e no reconhecimento de venenos que podem ter sido usados em crimes ainda solucionados, não pode ser utilizado porque a sala do laboratório de ciências químicas e biológicas do órgão precisaser reformada.
O motivo da demora é a falta de verbas.
Um antigo equipamento igual essa que foi comprado em 2001, permaneceu encaixotado por 5 anos, devido ao mesmo problema. Depois que começou a funcionar ele quebrou e foi enviadopara o concerto. A secretaria de segurança pública informou que em 30 dias os dois equipamentos estarão funcionando no Instituto de Criminalística.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*