Justiça retoma depoimento de testemunhas no caso Renata Muggiati

(Foto: Reprodução / Facebook)

A Justiça retoma hoje (14) as audiências para ouvir as testemunhas envolvidas no caso Renata Muggiati. O namorado dela à época, o médico Raphael Suss Marques, é acusado do crime. Aos policiais, na noite de 12 de setembro de 2015, minutos após a tragédia, Suss Marques declarou que a companheira havia cometido suicídio, se jogando do prédio, porque estava em depressão.

Para a polícia, não restam dúvidas de que Raphael assassinou Renata e depois a arremessou pela janela do 31º andar do edifício, no Centro. Em paralelo a investigação do caso, há um inquérito em andamento para apurar a veracidade do laudo pericial que apontou o suicídio de Renata, e não o homicídio – como constava no primeiro exame.

O assistente de acusação, Claudio Dalledone, afirma que a polícia tem provas de que o acusado pagou para que o resultado do laudo fosse falsificado.

Procurado pela reportagem, o advogado de defesa de Suss Marques, Edson Abdala, preferiu não se manifestar, devido ao fato de o processo estar em segredo de Justiça. O assistente de acusação, Claudio Dalledone, diz que as oitivas desta quarta-feira são importantes para que a Justiça decida se o réu vai, ou não, a júri popular.

Um dos depoimentos mais esperados para hoje é o de uma ex-namorada de Suss Marques, que, segundo a acusação, já teria relatado agressões por parte do ex-companheiro. No ano passado, Raphael foi condenado por agredir outra ex – com quem tem um filho.

O episódio teria acontecido em dezembro de 2016. A briga teria sido durante uma discussão para ver quem ficaria com a criança na noite de Natal.

 

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*