‘Ministro da Saúde deveria ter formação técnica e mandato de quatro anos’, sugere conselheiro

O conselheiro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) Joel Malucelli sugere que o cargo de ministro da Saúde tenha mandato de quatro anos e seja ocupado por um técnico. A sugestão foi encaminhada à relatora do GT Saúde, Sônia Guimarães, na segunda rodada de reuniões de 2º grupo de trabalho do conselho.

Malucelli defende que o ministro precisa ser independente e ter como formação profissional Gestão Hospitalar, com MBA em escola reconhecida internacionalmente. Na opinião do conselheiro, “o problema da saúde brasileira não é financeiro, é de gestão”.

Uma reunião com autoridades de várias áreas irá reunir três recomendações a serem apresentadas ao presidente Michel Temer na reunião plenária do Conselhão no dia 6 de junho. A reunião vai acontecer na Escola Nacional de Administração Pública, ENAP, nos dias 16 e 17 de maio.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*