Plano de Recuperação de Curitiba recebe duas mudanças para amenizar a relação com os sindicatos de servidores

Foto: Joka Madruga/Divulgação Sismuc

Duas emendas ao pacote de ajuste fiscal da Prefeitura foram protocoladas na Câmara de Curitiba, hoje (segunda) no fim da tarde, pela liderança do prefeito Rafael Greca. De acordo com o vereador Pier Petruzziello, do PTB, as mudanças no chamado Plano de Recuperação de Curitiba são para amenizar a relação com os sindicatos de servidores públicos contrários ao pacote. Uma das emendas inclui a palavra “nominal” na proposta que altera o artigo 18 da lei que trata das carreiras dos servidores.

A mudança altera o cálculo da medida que pretende indexar o reajuste dos servidores ao crescimento da receita corrente liquida do município. A outra mudança prevista em emenda do vereador Pier coloca o prazo para 2019 para que uma comissão seja formada na data para seja discutida a retomada do plano de carreira dos servidores que será cancelado pelo pacote do prefeito Rafael Greca. Quatro projetos do pacote devem ser votados amanhã (terça), no plenário da Câmara. O legislativo está cercado por grades e policias já estão no entorno para tentar impedir que servidores bloqueiem a entrada de vereadores. Os sindicatos que representam as categorias do funcionalismo público municipal consideram as mudanças propostas até agora insuficientes e mantém posição contrária à votação do pacote.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*