Polícia suspeita que ataque com ácido jogado no rosto de um homossexual tenha sido um ato homofóbico

Foto: AEN

Foto: AEN

A Polícia Civil investiga um ataque com ácido jogado no rosto de um homossexual, em Curitiba. O caso ocorreu na noite do último domingo (14), na Rua Alberto Bolliger, no bairro Juvevê. A vítima, um vendedor de 40 anos, está internada no Hospital Evangélico com queimaduras de primeiro, segundo e terceiro graus. Amigos da vítima disseram que o vendedor saiu de casa para comprar um lanche e na volta pra casa foi abordado na rua por um rapaz que anunciou um assalto. Sem levar nada, o bandido jogou ácido nele e fugiu. O homem foi socorrido por um casal, que chamou a polícia e o serviço de emergência. O caso foi encaminhado ao Setor de Vulneráveis da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa.

O Boletim de Ocorrência foi registrado na tarde de segunda-feira (15). A polícia trata o caso como crime de ódio. De acordo com a Polícia Civil, um inquérito policial já foi aberto na delegacia especializada. Testemunhas estão sendo ouvidas e as investigações estão avançadas.

De acordo com o boletim de ocorrência, antes de jogar o ácido, o agressor fez um xingamento homofóbico. O líquido que provocou as queimaduras ainda não foi identificado. A Polícia afirma por meio de nota que outros detalhes não serão repassados para não atrapalhar as investigações. Depois de registrar a ocorrência, o amigo do rapaz agredido também enviou uma carta ao prefeito Rafael Greca para relatar o ocorrido. A situação também foi encaminhada à ONG Grupo Dignidade, que trabalha na promoção da cidadania LGBT, e ao Ministério Público.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*