Vereador preso em Londrina é levado para o hospital

O vereador de Londrina, Eloir Valença, do partido PHS, que foi preso hoje de manhã, passou mal e precisou ser levado para o hospital. Ele teve uma crise de hipertensão. O parlamentar realizou há alguns dias uma cirurgia para trocar uma válvula cardíaca. Por causa do problema de saúde, o advogado do vereador entrou hoje no Tribunal de Justiça com um pedido de relaxamento da prisão. Eloir Valença está preso junto com Rogério Lopes Ortega, que é chefe de gabinete do prefeito Barbosa Neto e o diretor de Participações da Sercomtel, Alysson Tobias de Carvalho. As prisões foram realizadas nesta manhã pelo Gaeco, Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado. Na semana passada, Ortega e Tobias já haviam prestado depoimento e foram convocados para depor na condição de suspeitos de envolvimento. O caso tem relação com o crime de tentativa de suborno do vereador Amauri Cardoso, no valor de 40 mil reais, para que votasse contra a abertura de Comissão Processante do caso Centronic. O prefeito é acusado de usar recursos públicos para pagar um segurança da empresa Centronic que trabalhava na rádio da família dele. Os três detidos vão cumprir prisão temporária pelo prazo de cinco dias e ao final da investigação, será avaliado um novo pedido de prisão temporária para os envolvidos. Segundo o Gaeco, as prisões aconteceram para que as investigações não sejam prejudicadas. Documentos foram apreendidos na casa de Eloir Valença e Alysson Tobias de Carvalho. Buscas foram realizadas no gabinete do prefeito Barbosa Neto, porém não foi confirmado que nenhum material tenha sido apreendido.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*